www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

(17) 99119-2715

LEITORES ON LINE


São Paulo, 18 de dezembro de 2014

Atualizado às 17h00


Imprensa

Juiz quebra sigilo de todos os telefones do Diário da Região; jornalista também é investigado

O juiz da 4ª Vara Federal de São José do Rio Preto, Dasser Lettiere Jr, determinou a quebra do sigilo telefônico de todos os ramais da redação do jornal "Diário da Região" e do repórter Allan Abreu, indiciado sob suspeita de divulgar informações preservadas por segredo de Justiça.

O repórter do "Diário da Região" foi indiciado após publicar duas reportagens em maio de 2011 com dados obtidos por meio de escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal na Operação Tamburutaca, que investiga um grupo de fiscais do Ministério do Trabalho que teria exigido propina para livrar empresários de multas trabalhistas.

"Se imprescindível, como sustenta a autoridade policial, a obtenção de informações para apuração dos fatos, é de se deferir a ruptura do sigilo telefônico com a finalidade de obter os números de eventuais linhas pertencentes ao CPF do investigado, bem como em nome da empresa Publicidade Rio Preto Ltda/Diário da Região", afirma o despacho do juiz Lettiere Jr, de 27 de novembro.

A Folha tentou contato com Lettiere Jr que, segundo a assessoria de imprensa da Justiça Federal, está em férias.

Em maio deste ano, o procurador Svamer Cordeiro negou pedido de arquivamento do processo e determinou que a PF solicitasse à Justiça a quebra de sigilo telefônico do repórter e de todos os aparelhos registrados em nome do jornal, o que foi deferido seis meses depois.

O Ministério Público Federal determinou também instauração de inquérito contra jornalistas da TV Tem, afiliada da Rede Globo em São José do Rio Preto, pelo vazamento do mesmo tipo de informação. No entanto, o juiz da 1ª Vara Federal de Rio Preto, Adenir Pereira da Silva, rejeitou e arquivou a denúncia.

"Acho estranha a decisão [de quebrar meu sigilo telefônico e de toda a redação do jornal], porque um mesmo caso já foi encerrado pela Justiça, em relação à TV Tem, e não haveria motivo para continuar essa investigação. Tenho certeza de que não vai dar em nada", disse à Folha Allan Abreu.

Segundo o jornalista, entre a publicação da primeira e da segunda reportagem sobre a Operação Tamburutaca no "Diário da Região", o procurador da República Alvaro Stipp o chamou informalmente para perguntar quem havia passado as informações para o jornal. Abreu diz que se negou a revelar a fonte e, cinco dias depois, publicou nova reportagem a respeito do caso.

O procurador pediu então a abertura de inquérito para investigar o vazamento das informações e solicitou o indiciamento do jornalista. Segundo ele, Abreu "quebrou o segredo de Justiça sem autorização judicial" e "prejudicou" a investigação.

O repórter, por sua vez, ponderou que as reportagens foram publicadas somente dois meses depois de a operação ter sido deflagrada.

À época, o delegado da PF José Eduardo Pereira de Paula disse que só havia indiciado o repórter por ordem do procurador. "Estou dentro de um sistema. Não é minha vontade que prevalece", afirmou.

Se for aberto processo contra Allan Abreu, o jornalista pode ser multado e condenado a até quatro anos de reclusão. Abreu pediu liminar para anular o indiciamento.

Em nota, a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) considerou a decisão do juiz um "precedente perigoso não só para a atividade jornalística, mas para a liberdade de expressão".

Segundo a entidade, o sigilo da fonte é "o instrumento constitucional para assegurar um direito humano no Estado Democrático de Direito, que é o da liberdade de imprensa". "A Abraji espera que a Justiça Federal reforme, em segundo grau, a decisão do juiz e afaste esse risco à liberdade de imprensa no Brasil", diz o texto.

Folha de São Paulo/UOL


Assessoria de Comunicação

Esta é a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Catanduva. Essa turma que é responsável pelo contato com jornalistas, área de publicidade, e divulgação de eventos. Esperamos que em 2015 tenham trabalho dobrado e que tragam boas novas para os catanduvenses. Um abraço a todos!


Atenção, amigos leitores do site Passando a Limpo.

Dentro de uma semana, estaremos no Natal. Em duas, 2015.

Pois para comemorar mais um final de ano, publicaremos por aqui as mensagens de leitores e amigos, além de fotos de equipes de trabalho, festas e reuniões de confraternização.

Tire a foto de seus amigos reunidos, de seu departamento, de seu escritório, das redações, e mande para a gente.

Coloque no título do e-mail "boas festas", e mande a imagem com toda a turma, além de uma mensagem, e o nome do pessoal.

A publicação é gratis e uma forma do site Passando a Limpo homenagear seus leitores nos diversos pontos do comércio, da indústria, dos escritórios, das repartições públicas municipais, estaduais e federais.

Quem sabe - se a gente conseguir - não arranja um sorteio de brinde até o final do ano.

Fale com o pessoal, envie sua foto e sua mensagem para arthur007@uol.com.br

A cidade toda está esperando!

Passando a Limpo


In Memorian

Falece o ex-prefeito de Palmares Paulista SP

Faleceu no dia 15 de dezembro de 2014 às 4h10 no Hospital São Domingos em Catanduva, o ex-prefeito de Palmares Paulista - SP vitimado por um câncer. Valdemil Faganello foi prefeito por duas gestões em Palmares Paulista.: gestão: 31.03.1973 a 31.01.1977, tendo como vice prefeito o sr João Marchezzi. ;e gestão: 01.02.1983 a 31.12.1989 tendo como vice-prefeito o advogado José Geraldo Giglio. Anteriormente Valdemil Faganello havia sido vereador e presidente na Câmara Municipal daquela cidade.

Sua trajetória política iniciou-se na cidade de Ariranha - SP onde elegeu-se vereador. À época, Palmares Paulista pertencia àquela cidade até ser instalada como município no dia 28 de março de 1965. A data de sua fundação foi 25 de março de 1935, de criação em 08 de Dezembro de 1964. Palmares Paulista faz limites com as cidades Catanduva, Pirangi, Paraíso, e Ariranha.

Valdemil Faganello era casado com Maria Therezinha Juliatti Faganello e tinha como filha a jornalista e colunista social Gisele Maria Faganello Castro Lahoz, casada com o médico dr. Manuel Castro Lahoz e Gislaine Antônia Faganello falecida em um acidente automobilístico.

O velório ocorreu no cemitério Nossa Senhora do Carmo onde foi sepultado às 15 h do dia15 de dezembro de 2014.

Nota do editor

Por um problema operacional do site Passando a Limpo, esta notícia é publicada com dias de atraso. Este site sempre respeitou e noticiou o falecimento de pessoas queridas, parentes de pessoas públicas, enfim, nossas homenagens às pessoas que nos deixaram. O senhor Valdemil Faganello tem um longo histórico político regional. E mais: pai de Gisele Faganello, uma referência ímpar na imprensa catanduvense. Ela dispensa apresentações.

Neste momento, solicitamos nossas desculpas aos familiares do senhor Valdemil pela demora na divulgação de sua passagem. Esperamos que Deus, em sua misericórdia, em sua infinita bondade, esteja confortando os corações daqueles que ficaram. E que receba o grande Valdemil em seu seio.

Estes são os votos do site Passando a Limpo. (AGJ)







É só clicar

"Como sempre procuro publicar os fatos, nada mais justo que fazer um registro. Laudo da Polícia Civil estaria apontando que os pneus envolvidos naquela história de suposto peculato não seriam da prefeitura. Dai a César o que é de César. Se tiver mais informações, publico."

PARA LER ARTHUR GODOY JUNIOR NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI


Opinião

O melhor pai do mundo

Luiz Roberto Benatti

Ao melhor pai do mundo nós o presenteamos com uma caneca de louça para o café da manhã. Se ele não tiver cabeça, nós lhe daremos uma feita de moranga: ele passará a mão cálida em nossa cocoruto e, como sábio cucurbitáceo, vai-nos nos inquirir sobre o desempenho escolar e a multiplicação das abóboras. A vida sorri para os sorridentes e, por largo tempo, tudo nos parecerá paradisíaco. A vida é feita de promessas e supressões. A vida política é outra coisa:como a estrada é tortuosa, o melhor será manter o filhote à distância e instruí-lo para percorrer outras sendas e seguir por caminhos não trepidantes. O raciocínio é válido para CTV:Carlos Machado, Stocco,Nechar, Warley, Carlos Eduardo, Félix, Affonso, no que diz respeito ao exercício da política, mantiveram os filhos à distância, a fim de evitar que a borrasca arrebentasse portas e janelas,a ponto de comprometer o futuro náutico dos rebentos. Nenhum deles ungiu o filho com o santo óleo do gosto pela prefeitura. Todavia, como a exceção gosta de brincar com as coisas do destino, Geraldo Vinholli preparou o filho para enfronhar-se na Assembléia e aprender na Capital como fazer com competência o que deverá ser feito com sabedoria e competência. Com o gesto ousado, pai mexeu num vespeiro freudiano, cujo resultado foi pôr na boca do adversário gritos histéricos tão desafinados e estridentes, que foram ouvidos por Jorge Amado, Monteiro Lobato, Manuel Bandeira, Vinícius de Morais, Santos Dumont e outros milhares de pais que jamais alimentaram no filho o gosto pelo que faziam.Quem foram seus filhos?Aproximo a literatura da política para demonstrar que os pruridos se igualam. Macchione, Nílton Cândido, Cidimar e Davoli mastigaram pedras e gravetos, invocaram céus e terras, argumentaram que, se o filho do prefeito fosse eleito, iríamos nos transformar numa monarquia à inglesa ou espanhola. Sei que a reflexão sobre a política é custosa e aborrecida, todavia gostaria de recomendar ao povo pacato da cidade que, ao atirar pedras contra o pai, pudesse dar-se conta de que o amor ao filho independe de nossas "melhores" intenções ou do desejo oculto de mantê-lo escondido no fundo do quartinho escuro. E se o filho sair-se bem melhor do que nós, para onde iriam nossa empáfia, nossa glória e nossa imortalidade?


Quem quer dinheiro?

Salário de deputado estadual vai ultrapassar R$ 25 mil

Os deputados estaduais que irão tomar posse a partir de fevereiro receberão, em termos salariais, mensalmente, a bagatela de R$ 25.326,75. Na última terça-feira, em votação simbólica, os deputados estaduais definiram que o novo salário para a próxima legislatura será 75% do que ganha um deputado federal. Como o Congresso Nacional aprovou um reajuste para os parlamentares de Brasília que devem passar a receber R$ 33.769,00 os parlamentares de São Paulo poderão receber cerca de R$ 25.326,75 por mês, o equivalente a cerca de 32 salários mínimos.

Numericamente, os deputados que estão na Assembléia Legislativa receberão um aumento de 26,3%. Por enquanto, por Catanduva, apenas a deputada Beth Sahão (PT) tem cadeira garantida na próxima legislatura. Seu partido, PT, participou da votação simbólica onde os salários foram discutidos. Os parlamentares alegam que não têm reajuste desde 2011. O IPC do período foi de 21,82%.

A expectativa é que o reajuste salarial vá consumir mais R$ 6,5 milhões por ano, além do que é gasto atualmente. São Paulo tem 94 parlamentares. Apenas Olímpio Gomes (PDT) e Carlos Giannazi (PSOL) se mostraram contrários ao aumento.

A proposta foi apresentada pela Mesa Diretora da Casa - composta pelo presidente, o deputado Samuel Moreira (PSDB), e os secretários Ênio Tatto (PT) e Edmir Cheddid (DEM).

CONTRA

Contrário ao aumento em São Paulo, o deputado Carlos Giannazi diz achar um "absurdo que haja um salário do Legislativo e um da população". Ele também observa que o aumento do ordenado dos deputados não é estendido para o restante do funcionalismo público.

SINVAL MALHEIROS

O deputado federal eleito, médico Sinval Malheiros, irá chegar no Congresso com salário novo - e gordo. Seu salário será de R$ 33.769,00 mensais, além da verba de gabinete, viagens, assessores e outros penduricalhos.


Merenda escolar

Ministério Público Federal quer devolução de R$ 61 mil para a União

O Ministério Público Federal - de Rio Preto - quer que o prefeito Geraldo Vinholi (PSDB) devolva aos cofres da União cerca de R$ 61 mil referente a registro de sobrepreço na compra de produtos da merenda escolar de Catanduva. A irregularidade teria sido constatada na verificação de compras realizadas em 2013. Relatório de auditoria realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) encontrou sobrepreço na aquisição de produtos. O Ministério Público deu o prazo de 30 dias para o prefeito realizar o depósito destes valores.

Segundo a assessoria do governo, o prefeito não foi notificado mas promete recorrer. A administração defende que todos as suas licitações são realizadas por meio de pregão eletrônico. Uma cópia do relatório do MP foi encaminhado para a Câmara Municipal.

Processo na área criminal instaurado contra o prefeito e empresas que participaram das licitações da merenda foi arquivado. O MPF foi acionado através de uma ação movida por um partido político de Catanduva.

Por ser prefeito da cidade, Vinholi foi apontado como "responsável" pela operacionalização do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Caso o recurso do prefeito não seja atendido, os valores deverão ser recolhidos com juros e correção.


Pronta

Vinholi anuncia entrega da remodelação da Nove de Julho

Na próxima sexta-feira, 19, o prefeito Geraldo Vinholi entregará oficialmente a remodelação da Praça Nove de Julho. O anúncio aconteceu na tarde desta terça-feira. Após meses de obras no local, e investimento em torno de R$ 3 milhões, a praça voltará a receber a população. Segundo o governo, a praça foi totalmente remodelada, com troca de piso e novo paisagismo.

O Altar e a estátua do Soldado Constitucionalista foram realocados de forma centralizada.

A expectativa em torno da praça é grande. Segundo Vinholi, é o início de uma série de obras que buscarão valorizar e restaurar o centro da cidade.

Na inauguração está prevista a apresentação da Orquestra de Viola Caipira Novo Mundo de Urupês, com músicas sertanejas de raiz, além da apresentação do Feitiço Árabe e da Banda do Barão.

ESTRUTURA

Com as reformas, a Praça 9 de Julho agora conta com sanitários convencionais e acessíveis para pessoas com deficiência, esplanada com acesso de escada e uma plataforma elevatória para deficientes, vertedouro composto por seis fontes que vão produzir queda d´água em forma de cascata, espelho d´água, nova vegetação (a original também foi mantida) e espaço para a instalação de quatro ambientes, que futuramente receberá a Casa do Artesão e uma base da Guarda Civil Municipal (GCM).

As fontes utilizam o sistema de reaproveitamento da água, sem a necessidade de abastecimento permanente. A drenagem da praça é feita por canaletas que escoam as águas da chuva.

A iluminação geral é composta por postes de nove metros de altura. O calçamento é revestido de granito, com piso tátil para orientação de deficientes visuais.

Há quatro pontos de acesso para cadeirantes, estrategicamente colocados em cada uma das esquinas dos mais de seis mil metros quadrados do espaço.

As guias e sarjetas foram refeitas, além da manutenção de todas as vagas de estacionamento. O bolsão de estacionamento de ônibus na Rua Recife foi mantido, assim como o ponto de ônibus na Rua Pará.

UNIFICAÇÃO

Na Rua Cuiabá, com o término da nova Praça 9 de Julho, foi construída uma elevação para criar unificação com a Praça da Matriz.

Com texto da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Catanduva


Opinião

Feliz Natal

Humberto Giovanini

Mais um ano se passou.

O ano de 2014 foi difícil, bem complicado para os brasileiros.

Tomamos uma lavada histórica da Alemanha, na Copa do Mundo, tivemos eleições, e por fim ficamos a par da roubalheira que assola o país .

Ficamos a par, não.

O brasileiro se portava como marido traído : vendia a cama mas não largava da mulher.

Tivemos também a Comissão da Verdade , ou Meia Verdade , como queiram , que disse o que todo mundo estava cansado de saber. Faltou à esquerda, que pegou em armas, dizer aos brasileiros quem bancou essa lambança, quem financiou a guerrilha. Ficar posando de vítima não cai bem. Qualquer dia a verdade vai aparecer .

Em Catanduva, tudo como dantes. A cidade vai crescendo aos trancos e barrancos, o prefeito continua apanhando mais que égua em horta de japonês. Herdou obras mal feitas, ficou quieto e agora é responsável por essa zerda.

Procura consertar tudo ou não conserta nada.

Politicamente surpreendeu a todos. Faz política olhando para trás, se comparando ao governo anterior.

Assim não dá .

Elegemos um deputado federal, Dr. Sinval . A cidade espera bastante dele. Esperamos que o médico dos pobres atue em Brasília de forma incisiva, que ajude a acabar com a roubalheira , pois a pessoa que morre no corredor do hospital sem atendimento , morre porque o dinheiro da saúde foi desviado por corruptos .

Nesse final de ano , o patulêico se enche de esperança e fé .

UM FELIZ NATAL A TODOS

Esse artigo é dedicado ao professor Magatti e ao jornalista Chaves , que nos deixaram prematuramente.

È dedicado também à você patulêico juramentado , que grita , se esgoela na geral e não influi no resultado.


Carinho

Já está circulando a mais recente edição da Revista Maxxis (edição de Natal). Na coluna de Jayme José Antonio há a lembrança de meu aniversário, no próximo dia 27. Não tenho como agradecer as palavras de carinho. Desejo ao pessoal da revista e ao amigo J. Jayme, sucessos e felicidades. (AGJ)

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR AS CAPAS DA EDIÇÃO - NO SITE DA REVISTA


Finanças

Governo anuncia IPTU sem aumento real, mas estuda reajuste na taxa de iluminação

O governo municipal anunciou na última sexta-feira, 12, que os carnês do IPTU - que começarão a ser distribuídos a partir de janeiro - virão com os valores sem reajuste real. A prefeitura irá repassar aos contribuintes apenas o IPCA do período, que é de 6,56%. Segundo a Assessoria de Comunicação, “mesmo com o cenário econômico adverso, o prefeito Geraldo Vinholi não estabelecerá nenhum aumento no imposto”.

Por outro lado, o próprio prefeito informou que a área econômica do governo estuda um reajuste no valor da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que também é paga pelos catanduvenses. Os índices ainda não foram divulgados. O prefeito informa que existe um déficit de aproximadamente R$ 100 mil/mês para manter o sistema de iluminação. Nos dois primeiros anos de governo, a demora na troca de lâmpadas em bairros da cidade foi uma das maiores reclamações do catanduvense.

Somados 12 meses, este déficit alcança a casa de R$ 1,2 milhão. Os gastos com esta manutenção, anualmente, é de R$ 5 milhões e a prefeitura arrecada R$ 4 milhões.

Vinholi explica que o déficit ocorre pelo reajuste de 20,8% que a ANAEEL fez este ano, além dos 18% previstos para 2015.

Sobre as reclamações, o prefeito diz ter colocado mais equipes nas ruas. Porém, a troca de lâmpadas continua - na avaliação dos catanduvenses - demorada.

O governo não informado quando e como será cobrado este reajuste da CIP.

DO LEITOR

Arthur bom dia

Essa semana me deparei com alguns colegas de trabalho reclamando sobre a omissão da Prefeitura Municipal com a fiscalização dos mototaxistas que atuam em nossa cidade. Na referida matéria o Presidente do Sindicato se manifesta dizendo que Catanduva possui apenas 10 mototaxistas legalizados e 400 clandestinos. Pois bem o sindicato não deveria "cobrar" ação da Prefeitura em relação a fiscalização ? Sim... Mas o que poucos sabem e foi descoberto este cidadão que lhes escreve é que o referido Presidente do Sindicato tem cargo comissionado no atual governo, faz parte da Junta Administrativa de Recursos de Infração (JARI) que é mantida pelo município (ele é um dos três membros)!

Agora me diga uma coisa, você acha que o Ilmo. Presidente vai querer perder a "boquinha" ? Sendo que tem um salário de aproximadamente R$ 2.000,00 mensais, em um cargo que lhe ocupa míseros 30 minutos mensais (reunião).

Assim não dá! Mototaxista revolto *Por favor publique

João | Catanduva | 14/12/2014 09:51


Cidade

Parece....

....mas não é.

Durante toda a quinta-feira, catanduvenses se manifestaram a respeito de um "radar eletrônico" que a prefeitura teria colocado nas principais avenidas da cidade. Segundo alguns, a intenção seria pegar motoristas desavisados e aplicar multas. Ainda conforme os boatos, a velocidade máxima seria de 40 km/h. No início da noite, perguntada pelo site Passando a Limpo, a administração negou que fossem radares. Segundo a assessoria de comunicação, é um dispositivo que mede o trânsito da cidade, como, por exemplo, fluxo de veículo num determinado ponto.

Vale lembrar que para a instalação de radares há a necessidade da via ser devidamente sinalizada, informando que ali existe fiscalização eletrônica.


Meio Ambiente

Catanduva sobe 45 posições no Município VerdeAzul

O município de Catanduva aparece na 189º colocação no ranking estadual do programa Município VerdeAzul, saltando 45 posições. No final de 2013, a cidade estava na 234º posição. Foi a primeira evolução do governo Geraldo Vinholi dentro do ranking. Segundo o prefeito, "em 2.015 com a implantação do tratamento de esgoto no primeiro semestre, resolvendo os antigos lixões que estamos em andamento e a implantação da usina de resíduos sólidos, colocaremos Catanduva numa situação de orgulho também nessa área".

Uma das promessas de Vinholi foi colocar Catanduva dentro dos municípios bem mais preparados na questão ambiental. No ano passado, iniciou a coleta seletiva de lixo. Mesmo assim, os resultados em 2013 foram decepcionantes. O prêmio estadual é rapassado às cidades que alcancem 80 pontos ou mais. Catanduva, por enquanto, não alcançou esta meta. O município obteve 68,24 pontos.

Em 2012, Catanduva estava na 223º colocação.

Na região, o município de Santa Adélia aparece em primeiro lugar com 96,81 pontos, seguida de Itajobi (93,52), Novo Horizonte (91,33) e Catiguá (89,14).


Administração

Com repasses menores do Governo Federal, Vinholi anuncia contenção de despesas; Carnaval terá controle racional de gastos

A época de ouro no Brasil acabou. Isso está mais do que claro. Com uma inflação galopante e com índices de crescímentos próximos a 0, o país parou. Indústrias estão fechando e o comércio enfrenta uma recessão no período mais importante do ano: Natal. O resultado é simples: os municípios estão esperando uma verba federal que não deverá vir. Neste cenário, o prefeito Geraldo Vinholi anunciou na tarde desta quarta-feira que 2015 haverá uma dura contenção de gastos. Os enfeites de rua já estão simples, não haverá festa de revellion e o Carnaval será "mais enxuto que os anos anteriores". O prefeito já avisou que o controle de gastos será extremo e a ordem é "racionalizar".

Na mesma nota, o prefeito justificou o fato de não conseguir ajudar o Grêmio. Ele explicou que por ser um esporte profissional, fica impedido de realizar repasses de recursos. E mais: na tentativa de encontrar parceiros para o time, não está conseguindo pois os empresários informam a mesma dificuldade em obter recursos e repassar para o time de futebol.

Na nota oficial, o governo garante que os serviços essenciais terão prioridade e completo prosseguimento.

Leia abaixo a nota oficial do governo:

Nota de Esclarecimento

10.12.14 - A Prefeitura de Catanduva informa que está implementando medidas de austeridade financeira, visando a otimização dos gastos públicos. A queda na arrecadação de receita vinda de recursos da União obriga os municípios a reduzir os gastos. Esse planejamento enrijecerá a contenção de gastos, principalmente no primeiro semestre de 2015. O foco e a melhora na qualidade dos serviços essenciais, como saúde e educação e um alto nível de investimento na cidade, mais de R$ 500 milhões, em sua maioria com recursos externos.

Para essa contenção, a economia no Natal foi grande, não haverá evento de réveillon e o carnaval será mais enxuto que os anos anteriores.

Grêmio Catanduvense

Por lei, a Prefeitura não tem condições de ajudar o Grêmio Catanduvense por tratar-se de esporte profissional. Contudo, a Prefeitura não tem medido esforços para buscar medidas alternativas de ajuda a agremiação, principalmente mantendo contato com representantes da iniciativa privada do Município, porém devido ao cenário econômico esse apoio tem sido difícil. A Prefeitura já garantiu todo o apoio ao Grêmio Catanduvense para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior. A competição organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) enquadra-se como esporte amador e investimento na base.

É uma oportunidade aos jovens talentos da base de nossa cidade, além de promover o comércio local.


Futebol

GRÊMIO VAI PARA O PAU!

A diretoria do Grêmio Catanduvense de Futebol decidiu na noite desta quarta-feira, 10, colocar o time no Campeonato da Série A - 2. Após reunião, a diretoria diz que irá - de qualquer forma - colocar o time em campo. Já recebeu apoio da torcida, que disse entender qualquer resultado. Caso decidisse desistir do campeonato, o Grêmio iria para a última divisão da Federação Paulista de Futebol.

Segundo Maurício Gouveia, do Grêmio, alguns jogadores estão confirmados: Guilherme (goleiro), Marcelo Santos, Brumatti, Mateusinho, Jefferson, Fabinho e Robson, além de outros quatro nomes. A escolha do técnico acontecerá até a próxima semana, mas estará entre Naves, Deião e até mesmo Brida. Mauricio Gouveia explicou que a equipe tem dificuldades financeiras e parte dos jogadores está se comprometendo com a atual direção.

Marco Vinholi, filho do prefeito Geraldo Vinholi, procurou a direção do time e se prontificou a ser "padrinho" da equipe. Ele explicou que a prefeitura não pode realizar repasses de recursos para o Grêmio, mas se ofereceu a tentar obter - com a diretoria do time - recursos com empresários.

O Grêmio estréia no dia 31 de janeiro contra a Ferroviária de Araraquara.


Saúde

Governo promete manter "centrinho aberto" e diz que terapeutas ficarão nos bairros

O governo Geraldo Vinholi prometeu na manhã de ontem, terça-feira, que o "centrinho" (CRI - Centro de Reabilitação Integrado), que funciona nas esquinas das ruas Amazonas e Aracaju continuará aberto e que os terapeutas manterão seus atendimentos em postinhos de Saúde que funcionam nos bairros da cidade. Ele respondeu aos questionamentos de pessoas preocupadas com a transferência de psicólogos para a CAPs, deixando pacientes em fase de tratamento sem o devido amparo. As pessoas reclamam ainda que segundo informações de bastidores, a intenção seria reunir todos no CRAS, porém a unidade atende casos mais complexos.

Segundo o governo, não foi cogitado fechar o centrinho. Uma mãe ouvida na tarde de ontem pelo site Passando a Limpo diz que os terapeutas já pararam o atendimento nos postos de saúde. Porém, com esta nova informação da prefeitura, irá procurar a responsável pelo posto que atende a sua região.

Leia abaixo as notas enviadas pelo governo:

A Secretaria de Saúde vem esclarecer os boatos infundados a respeito do atendimento psicológico na Rede Municipal de Saúde.

O 'Centrinho' CRI - Centro de Reabilitação Integrado não irá fechar. Tal fato nem ao menos chegou a ser ventilado por esta Secretaria.

Com a inauguração do CAPS II, haverá uma reorganização da Rede de Saúde Mental, com a redistribuição dos psicólogos nas Unidades de Saúde do bairro, ou seja, o atendimento estará mais perto do paciente.

A redistribuição vai facilitar o acesso ao serviço, que ficará mais próximo das residências. O 'Centrinho' vai continuar atendendo aos moradores do Centro da cidade. Cada Unidade de Saúde vai atender os moradores de sua área de abrangência, o que facilitará muito ao acesso ao serviço. A Secretaria de Saúde está avançando e melhorando o tratamento oferecido ao catanduvense.

Esclarecemos ainda que nenhum tipo de atendimento foi interrompido nas unidades de saúde, e sim uma remodelação e readequação dos serviços e do atendimento.

Os fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e educadores físicos continuam suas atividades nas unidades da saúde através do Núcleo de Apoio de Saúde da Família (NASF).

Os fisioterapeutas além dos atendimentos nas Unidades de Saúde atendem de segunda a sexta, das 7 às 17 horas, nos Centro de Reabilitação Integrado, na Rua Aracajú, 285, no Centro de Reabilitação do Solo Sagrado, localizado na Rua César Guzzi, 100 e com atendimento de segunda á sexta, das 7 às 13 horas, no Centro de Referência de Saúde da Mulher, na Rua Para, 3 - atendimento exclusivo para Saúde da Mulher.

Os fonoaudiólogos continuam o atendimento normalmente de segunda á sexta, das 7 às 17 horas, nos Centro de Reabilitação Integrado, na Rua Aracajú, 285.

O Serviço do Laboratório sempre foi gestão da Pró-Saúde e para otimizar o serviço prestado a Pró-Saúde contratou um outro laboratório. As atividades do Postão foram transferidas ao Pronto Atendimento para a unidade da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde houve melhora na qualidade do atendimento.

Prefeitura de Catanduva


Legislativo

Daniel Palmeira derrota Cidimar Porto "com os pés nas costas" e será presidente do Legislativo 15/16

Daniel Palmeira de Lima será o novo presidente da Câmara Municipal de Catanduva. Na noite desta terça-feira, ele foi eleito para comandar o legislativo no biênio 2015/2016. Daniel Palmeira de Lima conquistou 10 dos 13 votos, derrotando Cidimar Porto que manteve sua candidatura. Como vice presidente foi eleito Julinho Ramos, tendo Ari Enfermeiro como 1º Secretário e Vado como 2º secretário. O nome de José Alfredo, que chegou a ser cogitado, não foi colocado no plenário. José Alfredo votou em Daniel Palmeira de Lima.

A oposição - que é formada por quatro vereadores - teve uma pequena divergência. O vereador Wilson Paraná (PT) também votou em Palmeira. Cidimar Porto, Amarildo Davoli e Nilton Cândido mantiveram seus votos na chapa (Cidimar Porto, Amarildo Davoli, Wilson Paraná e Nilton Cândido).

Daniel Palmeira ocupou a tribuna e ressaltou o clima de tranquilidade dentro do legislativo nestas eleições. Segundo ele, foi algo tranquilo e democrático, sem "cartas marcadas". Prometeu ainda tratar todos os vereadores da mesma maneira. O novo presidente se mostrou emocionado.

Nas falas dos vereadores, ficou clara a insatisfação de Porto, Davoli e Nilton Cândido.

Há alguns meses, o vereador Daniel Palmeira de Lima enfrentou um período difícil. Problemas internos, relacionados com a igreja em que congrega, vieram às ruas e dezenas de pessoas fizeram protestos e manifestos contra a sua pessoa. Para alguns - talvez muitos - a vida política de Palmeira estava encerrada. Ledo engano. Com o passar do tempo verificou-se que Palmeira estava certo em suas posições dentro da igreja e com a proximidade das eleições para a presidência da Câmara, seu nome se fortaleceu nos bastidores do legislativo. Com a experiência de dois mandatos, Daniel Palmeira de Lima foi uma indicação natural e passou como um trator por cima do grupo de oposição. Seu nome era o preferido do prefeito Geraldo Vinholi. Por mais que o resultado fosse o esperado, era visível no rosto dos vereadores que tentaram montar uma outra chapa, a decepção e insatisfação. Uma grande derrota.

Poucos sabem, mas no dia 09 de agosto de 2013, por volta das 15h00, Daniel Palmeira de Lima me telefonou. O pau comeu, com palavras pesadas de ambos os lados. Terminada a ligação, poucos segundos depois, um novo telefonema. Desta vez, o contato partiu de minha pessoa. Bem mais calmos, reconhecemos que estávamos enfrentando problemas pessoais distintos e que nos respeitávamos. Cada um dentro de seu quadrado estava segurando uma batata quente nas mãos. Num clima de cordialidade, e pedidos de desculpas de ambos, encerramos a conversa.

Cada vez que o encontro, com a família - pelas pizzarias da vida - faço questão de cumprimentá-lo.

Palmeira talvez não lembre, mas foi em sua gestão, em 2005, que emitiu e assinou um requerimento congratulando minha família pelo nascimento da Alexandra, documento que guardo até hoje.

Sempre defendi um legislativo forte e atuante. Espero que Daniel Palmeira de Lima seja bem sucedido em seu novo período como presidente do Legislativo. Torço para que os vereadores possam realmente trabalhar para a população, e que busquem - através de projetos, requerimentos e indicações, o melhor para a cidade.

Esta é a minha opinião. (Arthur Godoy Júnior)


Análise

As palmeiras imperiais de Affonso Macchione Neto e a reeleição de Daniel Palmeira de Lima

Luiz Roberto Benatti

Na acachapante derrota para a presidência da Câmara, o trio los quatro voltou a ser trio los três: Wilson Paraná, iluminado, votou em Daniel Palmeira de Lima, com o que seus companheiros - Cidimar Porto, Amarildo Davoli e Nilton Bié Cândido -, levados a nocaute, mas não mortos, voltaram-se para o carteado das terças insanas, a fim de consertar o braço alongado de Affonso Macchione Neto, louco para retornar ao gabinete.Affonso foi o melhor prefeito da cidade, depois do Borelli, Stocco, Warley, Zé Alfredo, Ernesto Ramalho e Geraldo Vinholli. Fez quase tudo o que queria fazer e muito pouco do que deveria ter feito: a onerosa cozinha piloto, enferrujada, não produziu nenhuma refeição para a garotada; o Parque Mandaçaí afundou no lamaçal e seus pedaços ajudaram os pobres do Lula a melhorar o barraco; não urbanizou a baixada do Rio São Domingos, dos fundos da Estação rodoviária até os Bombeiros; não melhorou a bóia do Restaurante popular; acabou com a Zona azul; desalojou a banca do Vicente da Praça da Matriz e o infelicitou a tal ponto que, hoje, ele se movimenta numa cadeira de rodas; continuamos a remendar o Castelinho e o MIS, cuja biblioteca foi inaugurada sem livros; permitiu que seus diletos secretários da cultura dilapidassem até a agonia o acervo de 2700 peças do Museu Pedro de Toledo; autorizou a remessa para Nenhures do Campo dos 89 animais e aves empalhadas do Museu de História natural; não procurou saber quais são as exigências contemporâneas para a constituição dum museu, razão por que, dos 6 que parecíamos ter, hoje não nos resta nem fio de barba dum imperador mongol; não reformou a Rodoviária, deixou a Avenida Barro Preto sem começo nem fim; fez e desfez no Postão da Rua Pará e jamais mandou higienizar o ARE; trocou os secretários da Educação como quem trocasse de camisa pólo no Verão; mexeu e remexeu na Saúde; investiu, segundo sua empáfia, em 61 pracinhas, mas abandonou no lixo a Praça da República; mandou fechar farmácias e templos religiosos; gritou dentro e fora do gabinete, esmurrou a mesa; mandou fechar registro de água por inadimplência; agiu de modo atrabiliário no PSDB que o ajudou a arrancar-se do ninho malufista; fez da Pastor Dutra a estradinha do 8 estrangulado; denunciou, acareou e mandou para casa funcionários bons e razoáveis; jamais mandou lavrar horta comunitária que produzisse para a merenda escolar: pirou, de vez, no último ano do segundo mandado, em 2012, ao solicitar à Câmara que lhe concedesse até 2 vezes por semana pedido de suplementação de verba; desprezou amigos de infância e adolescência. Saudoso dos tempos de pompa e circunstância, instruiu o grupo dos três, ora derrotado, a torpedear o prefeito, para, desse modo, ensaiar o retorno. Do ponto de vista político, o ato mais degradante por ele cometido foi ter-se aliado ao PT local, cuja competência levou a República e a Petrobras ao desastre.Com Daniel Palmeira de Lima, poderemos reconstruir a cidade de Deus nestas plagas de Catanduva e, amanhã ou depois, quem sabe?, subir a escada de Jacó.


A palavra do vereador Careca - Resolvido

Boa tarde Arthur,

Reclamação nossa e que foi alvo de matéria do site Passando a Limpo foi resolvida já nesta terça-feira.

O site postou hoje uma foto relatando o problema da Rua Porto Epitácio e no mesmo dia já fizeram o serviço de tapa buraco e limpeza, que ficou mais de 40 dias daquele jeito.

Segue a foto do serviço.

Inclusive Arthur, lá tem um ponto de ônibus e o buraco estava prejudicando os usuários do transporte público.

Agradeço a sua atenção, colaborando com os munícipes e também com o trabalho deste vereador.

Vereador Careca


AVISO AOS NAVEGANTES

O site Passando a Limpo informa que todos os vereadores de Catanduva têm espaço aberto e garantido na página, não havendo qualquer tipo de restrição a nomes e atos. Independente de diferença de posições ideológicas - que jamais invadirão o lado pessoal - , o site respeita a todos e se coloca à disposição das assessorias para publicação de material.

O trabalho parlamentar é importante é peça fundamental para a democracia. Passando a Limpo estará reservando espaço exclusivo para que cada vereador tenha uma tribuna para falar diretamente com a população e seus eleitores.

Todo o material pode ser encaminhado para arthur007@uol.com.br


Do leitor

Arthur bom dia!

Venho informar que não só os atendimentos Psicológicos foram interrompidos nas UBS e agora no Centrinho, mas todas as terapias ocupacionais do Município: fisioterapia, fonoaudiologia, terapeuta ocupacional, etc....ABSURDO, fecharam laboratório, fecharam postão e a PróSaúde ganhando mais que antes.??!!

Socorro?!

Leitor.


Do leitor

ARTHUR

Peço publicação:

O ainda não professor recreacionista, Eduardo Benetti, clama por esclarecimento frente ao que chama de “tamanho tumulto com o chefe do executivo”, chama a equipe da prefeitura de incompetente, questiona as obras; chamando de promoção pessoal, questiona a paralisação da obra da EMEI do Cury, questiona a massa de modelar da educação, pergunta sobre as vagas escolares para o Nova Catanduva, entre outros.

A enorme desinformação salta aos olhos no texto. Vamos por partes. Tirando os comentários pessoais e desrespeitosos feitos ao prefeito e a toda equipe da prefeitura, considerar 5 creches, Estação de Tratamento de esgoto, mais de 2000 casas populares obras de auto-promoção, seria importante que toda cidade tivesse auto-promoção. A EMEI do Cury, como chama, não está finalizada porque o Governo Federal não paga a construtora há meses, e a mesma parou a obra. Como o próprio Eduardo não sabe, o Nova Catanduva está sendo construído já com todo aparelho social, creche, escola, UBS. Confira lá em Junho/2015 a maior obra habitacional da história de Catanduva.

É lamentável e infeliz a consideração gratuita do mesmo sobre nossa cidade.

João Carlos

Resposta de Eduardo Bennetti - Olá João...

Primeiramente gostaria de salientar que falou e falou e nao disse nada...

Estava ciente da falta de repasse, mas questionei a falta de informação para com a classe..

Acho ótimo que esteja acontecendo tudo o que disse, mas dia após dia vemos tantas denúncias, não?

Sou um cidadão e sei muito bem minha função social tanto como Professor e como eleitor, não disse nada mais do que uma série de questionamentos que aconteceram ao longo deste ano...

Mas ai me pergunto... Deram tamanha importância para uma mera postagem de um ser sem voz política e que sequer faria falta numa cidade como Catanduva?

Acho um tanto estranho

Quando fiz e fiz mesmo com a intenção de movimentar certas respostas, imaginei que não as teria tão rápido ou talvez nem as teria...Isso nos mostra o quê? Que o governo somente move-se quando há especulações midiáticas, quando aparece em algum local...

Como disse, por ser ciente de minha função social, temo que não deixarei de fazer objeções quando eu achar necessário... Afinal, somos protegidos pela Constituição ou estou enganado?

Quando a tudo, previamente pensado meu caro... E de fato comprovou tudo o que imaginei e ressaltei no meu post.. Obrigado por reiterar minhas certezas...


NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Educação vem esclarecer inverdades publicadas a respeito dos seguintes assuntos:

Primeiro, diferente do que afirmado, as obras da EMEI José Cury não estão paralisadas, mas sim em ritmo lento. Isso se deve única e exclusivamente à falta de repasse financeiro do Governo Federal à empreiteira.

Segundo, a demanda do Nova Catanduva I que terá 1512 novas moradoras é uma obra planejada que oferecerá toda a infraestrutura como: Água, esgoto, iluminação, asfalto, Posto de Saúde, Creche, Escola e Posto Policial. Desta forma a nova demanda será atendida no próprio bairro. Essas informações são públicas e notórias, o que demonstra a total falta de conhecimento do referido recreacionista.

Por último, a massa de modelar utilizada nas escolas da Rede Municipal é aprovada pelo INMETRO e é de excelente qualidade. Nenhuma escola fez reclamações do material, ao contrário, são recebidos inúmeros elogios por ser massa "soft" para manejo das crianças.

Fernanda Albano - Assessora de Comunicação


Cidade

Fim de terapias nos postos de Saúde e boato sobre fechamento de "centrinho" aterrorizam pacientes

Pacientes que eram atendidos por psicólogas nos postos de Saúde da cidade e que tiveram seus tratamentos interrompidos ou transferidos para o chamado "centrinho" (CRI - Centro de Reabilitação Integrado), nas esquinas das ruas Amazonas e Aracaju estão com um novo pesadelo. Informação que tem rondado os bastidores da administração apontam que a prefeitura poderá fechar o centrinho ou pelo menos transferir todos os pacientes para o CAPs, local recém inagurado pela prefeitura municipal. Os problemas: a falta de continuidade nos tratamentos e a união entre pacientes em estado avançado de transtornos psiquátricos com pacientes que precisam apenas de um acompanhamento psicológico.

Na tarde desta segunda-feira, o site Passando a Limpo foi procurado por pacientes e pais de crianças. Segundo informação, havia o atendimento psicológico nos postinhos localizados nos bairros. No caso de crianças, muitas vezes vítimas de violência doméstica ou problemas de relacionamento dentro de casa ou na escola, o atendimento era realizado por psicólogas - em terapias acompanhadas. Porém, este trabalho de psicologia foi desativado, já que estes psicólogos teriam sido encaminhados para o CAPS, e alguns pessoas tiveram que se virar para conseguir uma "adaptação" no centrinho. Há caso de criança que teve que se adaptar a esta situação, não mantendo o seu tratamento no posto e tendo que reiniciar todo o trabalho com outros profissionais.

Agora, há a informação - ainda não confirmada pelo governo - que a intenção da Secretaria da Saúde é direcionar todos para o CAPs. Uma mãe, aflita, indagou: "Como misturar crianças com apenas transtornos psiquiátricos com adultos e crianças usuários de drogas e saídas de centros psiquiátricos? E não vai aqui nenhum preconceito, mas são coisas bem diferenciadas, mediante atitudes e palavreados dos mesmos concorda? Estou muito arrasada com isso tudo e como eu, muitas famílias serão afetadas".

Uma reunião estaria sendo agendada para que fosse comunicada a desativação do centrinho.

O assunto é gravíssimo e há a necessidade da prefeitura se manifestar rapidamente. Afinal, estamos falando de adultos e crianças doentes, que precisam de um acompanhamento psicológico. E não dá para misturar alhos com bugalhos. Crianças que passam por um problema de transtorno não podem ser colocadas no mesmo balaio onde casos graves de psiquiatria, necessidade de recuperação de drogas ou recém saídos do sistema prisional são atendidos. Como diz a mãe, não se trata de discriminação, mas bom senso. Bom senso este que o site Passando a Limpo espera do responsável pela Saúde na cidade, para vir a público e negar esta intenção. Não há desculpas, nem tampouco argumentos técnicos. Com saúde, ainda mais de crianças, não se brinca. Quando falamos em saúde, temos que tirar os olhos da planilha de custos e lembrar do ser humano.

Vamos esperar a manifestação municipal. Podemos até entender o fim dos psicólogos nos postos de saúde, mas fechar o centrinho e tentar direcionar todos para o CAPs é uma completa falta de responsabilidade. Por isso mesmo, é prematura uma posição clara. Mas se pensarem em jogar todos num único espaço, desativando mais uma unidade de saúde, não há como deixar de protestar.

Vamos aguardar.


Evento

Unimed faz confraternização com a imprensa catanduvense

Na noite desta segunda-feira, a Unimed Catanduva convidou a imprensa da cidade para uma confraternização. O evento foi marcado para o Clube dos Médicos. O site Passando a Limpo foi convidado na pessoa do repórter fotográfico Sérgio Melhado. Agradecemos ao gerente de Comunicação da Unimed, Paulo Toledo, e à jornalista Hellen Ventura.


Opinião

BALANÇO GERAL

Humberto Giovanini

¨Dou -lhe com minha bengala no alto de sua sinagoga , e contemplarei do alto de uma montanha a diferença entre o meu alto gabarito e o teu baixo moral ¨ ¨E ai daquele que falar das sagradas escrituras . Principalmente não entendendo nada . Padecerá no fogo do inferno ¨

- Palavras do face book -

Deixando de lado as idiotices do face , vamos ao que interessa , sem nos prolongarmos como orador de gafieira .

Estamos chegando ao final de 2014 . O nobre patulêico já comprou a leitoa ? No cartão ?

Estão vendendo até em dez vezes .

Não comprou ? Está sem dentes e a Central Odontológica demora um ano para entregar sua prótese ?

Compre a leitoa assim mesmo . Enquanto sua família se esbalda , o nobre vai chupando um pedaço .

Final de ano também é época para se fazer exames médicos e esperamos que todos , na medida do possível possam fazer . Espero que você , patulêico juramentado , que votou e se estrumbicou , que não tem nenhum amigo no covil da PETROBRÁS , e outras estatais esteja , depois dos exames , em dia , Demora também ? Seis meses ? E se for urgente ?

Parabéns prefeito . A Saúde em Catanduva é dez .

E o nobre patulêico ? O que faz ?

- Se exploda , procure o profeta do apocalipse .

Já passou da hora do prefeito tirar um coelho de sua cartola e mostrar a todos a que veio .


Opinião

A Câmara e o Síndrome da infantilidade

Luiz Roberto Benatti

Com honrosas exceções, a Câmara atual, prestes a encerrar o segundo ano de vida, é a mais infantil da história político-administrativa da cidade.O síndrome independe do número de anos consignados no registro cartorário: é coisa mental, física, genética, resultante de mutação do gene NSDHL. A criatura infantilóide jamais irá comportar-se como adulta porque seu histórico atual foi definido intra-útero por anomalia não reconstrutiva. Como a criança, ele acredita ser Batman ou Homem-aranha e não haverá no mundo quem a convença do contrário. Ela bota os pés na mesa de refeição, xinga pai e mãe, cospe na babá, grita e esperneia porque ainda não pôde construir em si o Real, impossibilidade a ser superada a partir dos 21 anos quando o cérebro configura peso e massa definitivos que, amanhã ou depois, álcool e drogas irão diminuir. A atriz Lindsay Lohan é modelo exemplar de mulher portadora do síndrome. O fato de ela ser mulher é significativo da preferência manifesta pelo síndrome por fêmeas. Desse modo, o que,de modo incorreto, poderá parecer ao público que o vereador infantilóide luta por sua cidade ou que se preocupa com o erário público, e que, por isso, tem o direito de usar linguagem chula na tribuna, ele é, a rigor, pessoa doente. Para quem goste da Língua inglesa, o nome completo do síndrome é Congenital hemidysplasia with ichthyosi form erythroderma and limb defects. Defeitos são defeitos, mas o eleitor catanduvense não fez por merecer o espetáculo infantil de baixíssima qualidade dos edis que se recusam a crescer.


Educação

Após quase fechar e inadimplência de metade dos alunos, IMES-Fafica luta para conseguir equilibrar suas finanças

Arthur Godoy Júnior

A iniciativa mais visível do prefeito Geraldo Vinholi (PSDB) em seus dois primeiros anos de governo foi a recuperação do IMES-Fafica. Mesmo a oposição, que tem sido ferrenha com o prefeito, reconhece o trabalho da prefeitura na intenção de manter as portas da histórica faculdade catanduvense aberta. Mas não está sendo fácil, o índice de inadimplência está elevado. Segundo o setor de finanças da Fafica, praticamente metade dos alunos (48%) não está conseguindo pagar as mensalidades. Ainda assim, continuam assistindo as aulas e fazendo provas. O prefeito tem trabalhado junto ao Governo do Estado para conseguir aumentar o número de bolsas.

Toda a cidade tem conhecimento de como a Fafica se encontra no final de 2012. Os números demonstram uma clara decadência do Instituto. Em 2006 foram 791 inscritos no vestibular. Daí para a frente, a queda foi acentuada: 752 (2007), 675 (2008), 479 (2009), 570 (2010), 462 (2011) e 479 (2013). A receita e a despesa passaram a ter diferenças irrecuperáveis. O Instituto passou a atrasar repasses ao Instituto Previdenciário. A situação ainda está complicada. Hoje, a dívida da Fafica com o IPMC é de R$ 252.474,19, porém o primeiro semestre já foi integralmente pago.

Após assumir, Vinholi se empenhou pessoalmente em conseguir verbas para a instituição. Trabalhou na região para aumentar o número de alunos e buscou convênios com o governo do Estado. O primeiro resultado surgiu já em 2013: apesar de deficitária, o caixa da Fafica foi negativo em apenas R$ 100 mil. Neste ano, pela inadimplência dos alunos, o resultado não deve ser tão bom. Levantamento realizado pelo site Passando a Limpo demonstra que o déficit pode alcançar R$ 800 mil. O valor da inadimplência é maior: R$ 1,5 milhão.

O governo espera conseguir aumentar o número de bolsas e realizar programas que possam ajudar os alunos a quitarem seus débitos. A prefeitura tem realizado reformas na escola, além da implantação de equipamentos de ar-condicionado. Acredita-se que com a conclusão de obras do trevo, a faculdade possa ser ainda mais atrativa. Por enquanto, as obras, segundo o governo, esperam a retirada de postes de iluminação.

Os professores e coordenadores reconhecem que se não houvesse uma iniciativa do governo, a Fafica teria fechado suas portas no ano passado.

A sociedade catanduvense estava assistindo ao fechamento do IMES-Fafica. Escola histórica da cidade, onde importantes personalidades de Catanduva ali estudaram ou lecionaram, a Fafica foi retirada do centro e instalada em local de difícil acesso. Suas estruturas precárias, pois quando chove a região vira um lamaçal. Com mensalidades caras e sem atrativos acadêmicos, o Instituto acabou se transformando numa gorda vaca leiteira - anêmica - onde muitos mamaram por vários anos. Já seca, foi deixada para morrer.

Quando o prefeito Geraldo Vinholi assumiu a prefeitura, sabe-se lá o motivo, colocou como uma de suas principais bandeiras a recuperação da Fafica. Percorreu a região conversando com prefeitos, deu incentivos em forma de bolsa de estudos, prometeu realizar melhorias nas instalações e a construção - através do governo do Estado - de um trevo decente que pudesse levar os alunos à faculdade. As contas foram equilibradas, mesmo deficitárias. Dívidas com o IPMC estão sendo gerenciadas. O que surpreendeu o governo foi o alto número de estudantes inadimplentes. Praticamente metade dos alunos não tem pago a mensalidade. O passivo neste caso está na casa de R$ 1,5 milhão.

Talvez seja o momento de se começar um novo programa em busca desse pagamento. Talvez um novo estudo no valor das mensalidades e que o aluno possa pagar aos poucos o que já deve. Mais ou menos como a prefeitura fez com as dívidas dos contribuintes municipais.

O mais importante é que o IMES/Fafica continue aberto e consiga realizar um trabalho social. Catanduva não se pode dar ao luxo de ver uma faculdade minguar publicamente e fechar suas portas, como se nada estivesse acontecendo.

A Fafica é de todos nós.

Esta é a opinião do site Passando a Limpo.


Imprensa

Guilherme Gandini deixa assessoria de imprensa da Câmara; assume posto no Diário da Região

Bom dia, amigos.

Comunico que, a partir desta data, não respondo mais pela Assessoria de Comunicação da Câmara de Catanduva. Desliguei-me do setor para atender proposta do jornal Diário da Região - Catanduva, onde passo a atuar na próxima quarta-feira (10). Agradeço a todos que divulgaram os releases produzidos por mim nesses dois anos de Câmara e que mantiveram contato frequente. Agradeço, ainda, aos jornalistas que acompanharam meus oito anos de trabalho como assessor de imprensa dos poderes Executivo e Legislativo. Agora, encaro uma nova fase profissional para colaborar com o fortalecimento da imprensa da nossa região. (Guilherme Gandini)



DO EDITOR - O Diário da Região se reforça com um grande talento do jornalismo catanduvense. Boa sorte a você, Guilherme Gandini (AGJ)


Administração

Festival de denúncias vazias, briga política e ações na Justiça afastam empresas das licitações de Catanduva

Arthur Godoy Júnior

As semanais denúncias apresentadas por vereadores da oposição na tribuna - algumas delas sem a efetiva comprovação de irregularidades -, as ações judiciais movidas por estes mesmos vereadores - tendo ao fundo grupos políticos - e a frequente suspensão de licitações e paralisação de processos licitatórios - já em fase de execução do serviço contratado - estão afastando empresas da prefeitura de Catanduva. A informação de que "a cidade é complicada e a briga política é intensa" já é de conhecimento de vários empresários. Muitos deles, temendo expor o nome de suas empresas e as complicações judiciais que possam enfrentar, preferem buscar outros mercados.

Na noite de ontem, quinta-feira, o site Passando a Limpo recebeu telefonema do proprietário da empresa Conser Alimentos, Pedro Cláudio da Silva, que tem o seu centro de distribuição no bairro do Tatuapé - além de outros pontos no Estado de São Paulo. No ano passado, a empresa foi envolvida em denúncias de ser "fantasma" ou superfaturar os valores dos alimentos comprados pela prefeitura de Catanduva na área da merenda escolar. Pelas denúncias, o Ministério Público pediu uma investigação na área criminal, que no dia 04 de novembro foi arquivada (a pedido da própria promotoria). O Tribunal de Justiça concordou que não houve vantagem ilítica no processo. Uma outra ação, popular, continua sendo respondida pelo prefeito Geraldo Vinholi (também inocentado pelo TJ).

Na época das denúncias, o site Passando a Limpo esteve pessoalmente na sede da empresa. Verificou que não era fantasma, chegando a publicar fotos do centro de distribuição. Foi o suficiente para que grupos políticos - principalmente nas redes sociais - chegassem a dizer que o publicado pelo site era mentira e que as fotos eram montadas, ou até mesmo que faziam parte de "um esquema".

Pedro Cláudio da Silva explicou que o único local em que sua empresa aparece citada como supostamente envolvida em um esquema fraudulento é Catanduva, e que isso repercute de forma negativa já que muitos dos contratantes realizam buscas na internet. Assim como o proprietário da Conser, outros não querem ter que provar na Justiça que suas empresas trabalham dentro dos padrões e preços legais.

Além das eventuais brigas entre empresas - com pedidos de anulação de licitações - o município enfrenta (pela primeira vez) batalhas judiciais movidas por vereadores. Algumas são bem sucedidas, como foi o caso da interrupção de trocas de placas na cidade. Outras, servem apenas para atrasar o processo de licitação e prejudicar o prefeito Geraldo Vinholi e seu governo. Qualquer licitação simples tem um período mínimo de dois meses - desde a publicação até a abertura dos envelopes e batida do martelo. Se o processo é interrompido, o fornecimento de material é prejudicado e há casos que isso ocorre de forma irreparável.

Houve tentativa de cancelamento de licitações na área da publicidade, obras e serviços, saúde, e mais recentemente para a compra de alimentos para a merenda escolar. O governo diz que é uma ação orquestrada com a única intenção de paralisar os serviços prestados. Assim, a administração fica exposta às críticas de quem, nos bastidores, trabalhou para cancelar a execução do serviço.

Segundo um membro do governo, "a prefeitura tem que ficar provando que o processo é legal e sério, e quando sai o resultado - demonstrando que estamos trabalhando sem manipulação - não temos a divulgação necessária e todo o trabalho vai por água abaixo. Em muitos casos, é tarde demais."

Este site é favorável à total transparência nos processos licitatórios. Também acha que os vereadores têm a obrigação e o direito - além do dever - de acompanhar cada envelope aberto na cidade, todo o processo de aquisição de produtos e serviços - e que o trabalho da chamada "oposição" deve ser constante. Desde que forem seguidos de posicionamento ético, sério, comprometido com a população de Catanduva e longe de manipulações envolvendo as eleições que acontecerão apenas daqui a dois anos.

Hoje, nomes de empresas e pessoas são colocados na tribuna do legislativo sem os devidos cuidados, de maneira irresponsável. Para uns, tudo é "corja", "ladrão", "mercenário", como se a tal imunidade parlamentar desse direito a um festival de lama em reputação alheia, sem os devidos critérios. A imunidade existe, e deve existir, para que o denunciante possa expor sua opinião e denúncias sem qualquer cerceamento. Em Catanduva, fala-se em "milhões desviados", sem uma efetiva comprovação. Claro que a intenção é atingir o governo, o prefeito, e temos o pano de fundo as eleições de 2016. Existe uma politicagem que não traz qualquer benefício ao cidadão.

Por outro lado, está claro que a administração enfrenta problemas na área de infra-estrutura (mato para todo lado, iluminação precária, uma ouvidoria capenga e inoperante, demora no atendimento de reclamações), além da falta de remédios e dificuldades com as empresas que gerenciam a saúde da cidade. Chegamos ao final do ano sem a tão esperada Estação de Tratamento, e muitas promessas realizadas estão atualmente esquecidas dentro de alguma gaveta. Ninguém é cego ou quer tapar o sol com a peneira. Temos mais é que meter a boca no trombone e exigir da administração o mínimo de competência. As terríveis imagens da escola que afundou na água estão nem frescas na mente de todos.

Mas atirar por atirar, falar por falar, mentir por mentir, buscando lucros políticos, é uma forma desonesta de fazer política. É buscar seus interesses próprios, em detrimento da população.

Uma pena, mas não vemos a longo prazo uma mudança no cenário.

Esta é a opinião do site Passando a Limpo.


Saiu aqui, repercute lá...

Olha o Passando a Limpo na tribuna...

Nota do editor: Antes de mais nada quero agradecer ao vereador Cidimar Porto por citar o nome do site Passando a Limpo, e o meu próprio, na tribuna. Isso me deu oportunidade de mostrar à minha filha que o trabalho que desenvolvo aqui em São Paulo repercute por aí, Catanduva. Sem contar que é uma publicidade gratuita para este espaço.

O vereador deve ter mostrado uma versão própria do significado da palavra Apocalipse. Talvez, uma visão evangélica, cristã ou inspiração pessoal. Tanto faz. Para o vereador, o Livro de Apocalipse, que encerra o Novo Testamento, escrito por São João no momento em que estava preso na ilha Patmos, é um livro de "revelação da verdade, e jamais teve a conotação de destruição". Na visão de Cidimar Porto, ao ser chamado de vereador do Apocalipse pode ser apresentado ao catanduvense como um "condutor da verdade, revelando o que está por vir".

Até aceito esta argumentação de Porto. Afinal, para mim tanto faz como tanto fez. Mas sugiro ao vereador voltar a consultar a Bíblia e ler o tal livro. Ou melhor, saindo da área evangélica, levar a mão e apanhar o Aurélio, que é um pouco mais prático e direto no assunto. Segundo o "Pai dos Burros", em sua 22º versão, Apocalipse significa "revelação, (tradução literal do grego), livro do Novo Testamento que contêm revelações terrificantes acerca dos destinos da humanidade. Literatura apocalíptica e escatalógica em especial a produzida pelos judeus entre 200 aC e 200 dC. Grande cataclismo, flagelo terrível, linguagem muito obscura, siblina".

Enfim, no texto em que citei o nome do vereador e outros membros da oposição, a minha conotação não foi pejorativa. Apenas disse que o governo garante que as coisas não são terríveis quanto pregam os "Vereadores do Apocalipse", e que o tempo iria dizer quem estava com a razão: o prefeito Geraldo Vinholi ou os nobres parlamentares que semanalmente ocupam a tribuna para dizer que Catanduva está à beira de um abismo terrível. Esta avaliação será dos leitores, eleitores e cidadãos ou virá com o próprio tempo. Disse ainda que tanto uma parte como a outra aparentam estar com a razão.

Pelo sim, pelo não, agradeço mais uma vez ao vereador por me proporcionar um pouco de diversão, além da propaganda gratuita. Esta versão do Apocalipse ser "condutor da verdade e jamais ter a conotação de destruição", eu não conhecia. Vivendo e aprendendo. Engraçado é que uma das últimas frases do referido livro, encontramos "os flagelos escritos neste livro". Vai entender, não?

E segue o barco. (AGJ)

Em tempo: já privatizaram a SAEC?


Opinião

“Nota de Esclarecimento”

Eduardo S. Benetti

Sempre que me deparo com essa “Nota de Esclarecimento” sou levado a um profundo ataque de risos, porque sei que daí nada de proveitoso será tirado.

O que realmente tem que ser esclarecido é como que em dois anos houve tamanho tumulto em torno de um Chefe de Executivo?

O que tem que ser esclarecido é como não houve, não há e provavelmente não haverá uma equipe de assessores e secretários competentes (observem quantas mudanças em dois anos)?

O que tem de ser esclarecido é porque alardeia obras por toda a cidade (obras visíveis para autopromoção), enquanto em algumas EMEI’s há obras minguando há dois anos?

O que tem de ser esclarecido é o porquê das obras da EMEI do Cury terem parado?

O que tem de ser esclarecido é que junto ao bradar de investimentos em Educação nos outdoors espalhados pela cidade, nos deparamos com massa de modelar (essenciais para o trabalho de coordenação motora fina nas EMEI’s) que não tem qualidade?

O que há de ser esclarecido é o que o Chefe do Executivo fará com a demanda de vagas que existirá no bairro Nova Catanduva? (Escolas nos arredores estão saturadas)

Enfim, há tantos esclarecimentos que a julgar pelos responsáveis pela Comunicação de Catanduva, ficaremos a ver navios mais dois anos. Pois bem, Prefeito, se quer realmente que seu governo dê passos efetivos ao futuro e que concretize ações realmente importantes deve fazer como no caso das fontes, que sem consultar à população, o senhor construiu três e fazer uma reestruturação política em seu governo, reestruturar seu séquito com pessoas qualificadas e empenhadas em trabalhar pela cidade.

Deve promover políticas reais de apoio real aos artistas que representam esta cidade sem lei, deve promover o equilíbrio entre Educação Infantil e Ensino Fundamental (ainda há muita discrepância, principalmente quanto ao trabalho).

Mas não vou resumir o assunto apenas ao Prefeito e sua trupe... Há mais um grupo que ocupam treze distintos lugares que pouco fazem por Catanduva, é, estou falando dos nobres Vereadores.

Treze cabeças que ficam se digladiando entre fazer nada e coisa alguma, entre privatizações e acusações, porém, sem pouca efetividade, mas projetos que valham a pena, ai meus queridos, nada acontece.

Quando há, são inconstitucionais ou são reprovados por eles mesmos... E o pior, quando solicitada uma explicação a respeito deste ou daquele projeto, ficamos a ver navios.

E ai está... Prefeito, Vereadores... Quem mais falta? Há sim, os grandes responsáveis pelo circo e pelos artistas que estão nos administrando, a população! Sim, nós que votamos em todos, nós que temos a obrigação de cobrar, sejam funcionários públicos ou não, estes nos quais detêm o poder devem esclarecimentos adequados e de fácil acesso a todos.

Quanto aos artistas deste picadeiro, pelo menos se forem fazer palhaçada, que não seja com o dinheiro do contribuinte, que anda escoando pelo ralo, descendo pela rede elétrica (claro, sem risco às crianças, como poderia ter me esquecido deste caso?).

Esperamos realmente que num futuro breve haja “notas de esclarecimento” que esclareçam e não que provoquem risos...

O ainda não Professor, Recreacionista Eduardo S. Benetti


PROMOÇÃO - GANHADORES

1) Lúcia Helena Magaine Tadeu - Jardim Soto

2) Marco Manzano - Bairro Higienópolis

3) Vera Lucia Rodrigues da Silva - São Francisco

4) João Luís Borges da Silva - Tarraf

5) Mac Hudson Marques - Solo Sagrado I

Os leitores sorteadores receberão em casa - totalmente grátis - os CDs. O site Passando a Limpo agradece a todos que participaram. Até a próxima!


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

Oi gente, tudo very well? Já compraram os presentinhos de Natal? Ou vão esperar a liquidação do Torra Torra no dia 02? Pois o Pachalense da gema adora uma promoção. Pachalense que é pachalense já andou mais pela Washington Luiz, pagando o pedágio de Ibirá - do que na rua Brasil. Este colunista mais que social já fez os seus pedidos ao bom velhinho. A cartinha já está comigo e começa assim: "Querido Rei Vignólio...."

Mas voltando para a quase nata mais que social, eis que este colunista encontra-se decepcionado com entidade de plano de saúde local. Saibam os senhores que na última segunda-feira, dia de pobre trabalhar, alguns representantes da imprensa local foram convidados para um rega bofe. E como o pessoal é tudo unha de fome, não faltou um. Foi todo mundo lá tomar o espumante e comer os salgadinhos. Inclusive, um agregado do Pastando a Limpo, Redondinho Melhado, o nosso DJ de festinha infantil e encontro da terceira idade.

Este colunista mais que social acredita piamente que a relação de convidados para este tipo de evento deveria ser mais seleta. Está mais do que claro que falta qualidade na turminha da máquina de escrever. Como gosto de fazer críticas construtivas, vejo ali promissoras personalidades públicas que poderiam brilhar em outras carreiras - como donas de casa, por exemplo. Mas o que se pode fazer? É como Rei Vignólio costuma dizer quando perguntado sobre seus auxiliares mais diretos:

- Caro Arlindo, sei que estamos numa draga. Mas é o que tem para hoje....

Beijos no coração de todos. (Arlindo Gutemberg - que se nega a participar de comes e bebes com jornalistas que não são da nata local).

PARA ACESSAR A PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI OU NO LINK ACIMA -


http://twitter.com/arthurgodoyjr



Tempo e temperatura


- O Daniel é o novo presidente da Câmara...

- Acho que o disco enroscou: Crippa, Daniel, Crippa, Daniel, Crippa, Daniel...



Incêndio...

Muitos choraram ao ver esta cena...


Para avaliar o que leu no site Passando a Limpo e o nosso trabalho e linha editorial, clique no banner acima.


Google


JORNAIS


PODERES


ENTRE EM CONTATO

99119-2715

(017)

- Não precisa discar código de operadora. É direto!

ou...

(011) - 99118-5007

(011) - 2725-1346

E-mail: arthur007@uol.com.br


Conectados

Onde estão os nossos leitores...

No Brasil

Potirendaba, Palmares Paulista; Novais; Elisiário; Tabapuã; Novo Horizonte; Carapicuiba; São Pedro; Ribeirão Preto ; São Paulo ; Catanduva ; São Jose Do Rio Preto; Campinas ; Araraquara ; Bariri ; São Carlos; Brasilia ; Rio de Janeiro; Marilia ; Sorocaba; Aracaju ; Presidente Prudente; Araçatuba ; Lins ; Paulínia; Osasco ; Fernandópolis; Porto Alegre ; São Jose Dos Campos; Uberlandia ; Barretos ; Franca ; Braganca Paulista; Santo Andre ; Americana ; Piracicaba ; Bauru ; Recife ; Tres Lagoas; Guarulhos ; São Vicente; Belo Horizonte; Assis ; Santos ; Hortolândia; Pindamonhangaba; Apucarana ; Jundiai ; Cuiaba ; São Caetano Do Sul; Nova Odessa ; Leme ; Indaiatuba; Navegantes; Pelotas ; Curitiba ; Salvador ; Goiania ; Rio Claro; Florianópolis; Barueri ; Manaus ; Taubate ; Limeira ; Itajuba ; Adamantina; Fortaleza ; João Pessoa; Presidente Epitácio; Santa Maria ; Cornelio Procópio; Blumenau ; Mogi-Guacu ; São Leopoldo; Londrina ; Bélem ; São Luis; Lorena ; Cascavel; Campo Grande; Suzano ; Botucatu ; São Sebastião; São João Da Boa Vista; Natal ; Ourinhos; Vitoria ; Porto Velho; Laranjal Paulista; Nova Iguacu ; Macapa ; Porto Ferreira; Caxias Do Sul; Chapeco ; Maceió ; Pocos de Caldas; Novo Hamburgo; Vila Velha ; Joinville ; Niteroi ; Dracena ; Cubatão ; Petrópolis; Uberaba ; Criciuma ; Teresina ; Canoas ; Conquista; Palmas ; Iperó ; Vitória Da Conquista; Imperatriz ; Vicosa ; Sete Lagoas; Porto Real ; Juatuba ; Itarare ; Jaguarari ; Santa Rosa; Caçador ; Ponta Grossa; Tupã ; Araguaina; Macaé ; Alfenas ; São Bernardo Do Campo; Eunapolis ; Passo Fundo; Cafelândia ; Flores Da Cunha; Cabo Frio ; Sobral ; Rio Verde; Mocóca ; Parobe; Itaperuna ; Barra Mansa; Campos ; Ribeirão Pires; São Jose Do Rio Preto; Lençóis ; Caetite ; Ijui ; Braço Do Norte; Mossoró ; Juazeiro Do Norte; Campina Grande ; Simões Fiho ; Floresta ; Teófilo Otoni; Três Corações; Teresópolis ; Paulista ; Dourados; Santana Do Livramento; Itaguai ; Itapetininga; Araxa ; Lajeado ; Cataguases; Cotia ; Avare.

Ao redor do planeta

United States ; Canada ; United Kingdom ; Panama; Argentina ; Portugal ; Italy ; Spain; France; Nigeria; Japan ; Angola; Germany; Chile ; Switzerland ; Ireland ; Turkey ; Guatemala ; Ecuador ; Russia ; Mozambique; Netherlands ; Sweden ; New Zealand; Czech Republic; Bolivia ; Colombia ; South Korea; Estonia ; Mexico ; Norway ; Paraguay ; Dominican Republic.

Fonte: Google


Sua cidade não está na lista? Mande-nos um e-mail para que possamos atualizá-la.


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (17) 9119-2715. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


Site Meter


Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Júnior (MTB 26.822) Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (17) 99119-2715, (0xx11) 2725-1346 e (0xx11) 99118-5007. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.