www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

(17) 99119-2715

LEITORES ON LINE


São Paulo, 30 de outubro de 2014

Atualizado às 07h40


Política

Caso de extorsão pode diminuir base aliada do governo municipal

Três vereadores foram denunciados por ex-assessores de estarem praticando extorsão, exigindo metade dos salários de volta. Dos três, dois são da base aliada do prefeito Geraldo Vinholi e estão com a situação mais complicada: Ari Enfermeiro e Cido Verdureiro, ambos do PV. Não pelas acusações, já que a denúncia é igual para todos, mas pela vontade de seu partido de fazer mudanças no quadro legislativo e seus representantes na Câmara Municipal. Cido Verdureiro e Celso Pereira, presidente do PV, travam uma guerra aberta. Na última sessão do legislativo, Verdureiro fez críticas à Pereira, dizendo inclusive que o presidente estaria em conluio com o suplente Donizete Menino. No dia seguinte, Celso Pereira confirmou que irá protocolar pedido na Câmara Municipal para que seus vereadores percam o mandato.

Wilson Paraná (PT), o terceiro vereador da história, está com a situação mais tranquila. Ele não deverá sofrer pressões do PT para deixar a Câmara, apesar de alguns setores do partido não terem ficado satisfeitos com a repercussão da notícia. Porém, Paraná já é da oposição e mesmo numa eventual, e praticamente impossível troca, isso não mudaria nada para o governo Vinholi.

A crise no legislativo acontece faltam apenas dois meses para as eleições que definirão o novo presidente da Câmara Municipal. Os oposicionistas continuam sendo quatro: Paraná, Nilton Cândido, Cidimar Porto e Amarildo Davoli. O grupo não conseguirá indicar qualquer candidato. Por outro lado, a briga acontece do outro lado do muro, no bloco da situação. Nos bastidores, pelo menos dois vereadores já se mostraram claramente intencionados a assumirem o legislativo: Daniel Palmeira de Lima (nome que teria o apoio de Marcos Crippa) e José Alfredo, este último que há dois anos tinha um acordo com vários vereadores mas no último minuto acabou sendo "traído" politicamente.

O governo municipal ainda não começou a fazer qualquer trabalho de bastidores para eleger seu favorito, que é Daniel Palmeira de Lima. Afinal, mesmo da base aliada, alguns vereadores não seguem a cartilha completa do prefeito e pensam em ter vida própria. No caso do vereador Careca, seus posicionamentos oscilam entre situação e oposição. O vereador explica quase semanalmente que se o governo apresentar boas propostas votará a favor, caso contrário, seu voto será sempre não.

Caso o PV consiga trocar seus vereadores, numa intensa disputa judicial e política, a oposição poderá ganhar mais dois nomes. Celso Pereira não tem bom relacionamento com o governo municipal.


Habitação

Promotoria vai investigar sorteio de casas; catanduvenses reclamam de manipulação; caso pode se transformar em CEI

A promotoria pública de Catanduva vai investigar todo o processo de habilitação e sorteio de casas do Conjunto Habitacional Catanduva I. Ela atenderá a pedido formalizado por cerca de 30 pessoas insatisfeitas com o sorteio, que acreditam que houve manipulação e má-fé na habilitação de sorteados. Um grupo de aproximadamente 30 pessoas procuraram os vereadores e o Ministério Público solicitando providências.

Segundo elas, não houve rigor na verificação de documentos e pessoas com renda superior ao estipulado teriam feito a inscrição e sorteadas. Outras denunciam que sorteados com casa própria, mas em nome de terceiros, também participaram do sorteio e foram contempladas. Há ainda suspeita de utilização de papéis em branco. Vereadores da oposição já discutem a criação de uma CEI para iniciar investigações.

O governo municipal realizou o lacre das urnas com a presença de representantes do legislativo, inclusive da própria oposição. Vereadores também participaram do sorteio. Porém, na Câmara, há quem discorde da total lisura do processo. O vereador Careca disse, na tribuna, desconfiar que ocorreu algo de errado no processo e que isso precisa ser apurado.

Andresa Filipini, que está no grupo das insatisfeitas, explicou que “Tiraram a oportunidade de quem mais precisava. Eu estava entre os concorrentes e me senti prejudicada. Por isso recorremos aos meios legais”. Na noite de terça-feira, este mesmo grupo esteve na Câmara pedindo apoio do legislativo.

Caso a promotoria encontre irregularidades, o processo poderá ser barrado na Justiça. Mas vale lembrar que todos aqueles que participaram do sorteio terão que passar pelo crivo da Caixa Econômica Federal. Nesta etapa, quem não se enquadrar nas regras do programa, será excluído, abrindo vaga para um suplente.

Não acreditamos em manipulação de nomes sorteados. O que talvez tenha ocorrido foi uma incompetência no momento do cadastro inicial, não motivada por uma má-fé, mas por falta de pessoal. Segundo informações de bastidores, o responsável pela área, Jefferson Salamanca, possui uma pequena equipe em seu setor, dificultando assim o desenvolvimento completo de seu trabalho. São apenas dois ou três auxiliares que passam a ser responsáveis pelo procedimento de recolhimento e verificação de documentos, além de contatos com os órgãos financeiros que irão dar sustentabilidade ao projeto - entre eles, a Caixa Econômica Federal.

Agora, como o brasileiro gosta do "jeitinho", não há a menor sombra de dúvida que pessoas se inscreveram mesmo sabendo que seus vencimentos eram superiores aos estipulados no programa habitacional. Aliás, mesmo sabendo que sendo proprietários de imóveis não poderiam participar sequer do processo de seleção. Mas e a ganância? E a vontade de levar vantagem em tudo? Assim, grupos inteiros de pessoas inscreveram tio, tia, primo, prima, parente de todos os graus. Sendo sorteados, depois a gente vê.... Acreditando que pelo número de casas e com boa renda, garantindo o pagamento dos imóveis, poderão entrar nas moradias. Mesmo que seja para alugar logo em seguida.

Resta esperar que a Caixa Econômica Federal corte o mal pela raiz. Sendo a maior interessada, já que irá financiar o imóvel, deverá olhar cada documento apresentado com atenção.

E mais uma vez fica o alerta e o pedido a todos os catanduvenses. Se souberem de irregularidades, procurem a prefeitura. Formalizem suas denúncias. Não deixem que pessoas inescrupulosas tirem o direito de quem realmente precisa de uma casa para morar. O governo não consegue acompanhar tudo e precisará do apoio de todos.

Sobre o grupo de senhoras insatisfeitas, estão buscando o seu direito. Mas vale lembrar que mesmo que algumas dezenas ou centenas de pessoas sejam desclassificadas, existe uma lista de suplentes que deverá ser respeitada.

Regras são regras.

Esta é a opinião do site Passando a Limpo.


Não podemos esquecer!

Faltam 12 dias para que o dr. Pizarro plante em algum lugar árvores que substituam aquela que mandou cortar em frente ao seu imóvel, na rua Alagoas.

Não podemos deixar a Secretaria do Meio Ambiente esquecer....


Outubro Rosa é muito mais que uma campanha. É uma essência fundamental.

Mulheres, tenham consciência da importância de se fazer o exame de prevenção ao Câncer de Mama.

Procurem o seu médico.

Nós, homens, que precisamos de vocês, agradecemos profundamente...


Bonito, muito bonito!

A urna apitou e a obra parou!

A comunidade De Olho na Política de Catanduva esteve nesta terça feira dia 28 de outubro, nas obras do trevo de acesso ao IMES.

Mas, ao que parece, as obras estão paradas. Não há nenhum maquinário ou funcionários da empreiteira trabalhando no local desde o fim das eleições.

Será que o inicio desta obra em época de eleição foi usado como marketing de campanha política ? Por que as obras estão paradas? Por que não há placas com o cronograma e o valor estimado da obra?

Queremos respostas , pois os alunos do IMES correm perigo ao enfrentarem a rodovia Washington Luiz ( SP-310 ). Grupo OPC)


Finanças

Vinholi tenta remanejar orçamento e sugere antecipar pagamentos de salários

Na tarde desta quinta-feira, 30, os vereadores de Catanduva estarão reunidos em sessão extraordinária. Eles apreciarão o projeto 98/2014 do prefeito Geraldo Vinholi, que na prática significa aumentar a margem da administração para remanejamento de recursos orçamentários. Atualmente, esta margem está em 7%, e o prefeito busca aumentar este valor para 13%. A prefeitura tem a seu favor o fato do Tribunal de Contas aconselhar um limite de até 20% nesta operação.

Por outro lado, aumentaram os boatos envolvendo a saúde financeira dos caixas municipais. Nos últimos 10 dias, funcionários receberam boatos dando conta que os salários deste mês seriam atrasados.

Fonte do governo considerou estas informações como absurdas e garantiu que a intenção é pagar salários antecipados, incluindo o 13º.

O próprio prefeito Geraldo Vinholi se manifestou, dizendo que se a Câmara aprovar este remanejamento, irá fazer o possível para depositar o salário logo nesta sexta-feira, dia 31. Ou seja: com antecedência de 6 dias.

Na última sessão da Câmara, o vereador Nilton Cândido apontou em discurso que a prefeitura encontra-se com um grande déficit em seu orçamento. Recursos previstos acabaram não aportando, principalmente na área federal.

“O presente projeto de lei se justifica pelo motivo de que a autorização de 7% para abertura de créditos suplementares consignada na lei orçamentária anual e destinada a reforçar dotações insuficientes no orçamento, devido a situações imprevistas no período em que se elaborou a peça, é muito baixa”, explicou Vinholi.

O prefeito ressalta que não se trata de novos gastos ou empréstimos, mas um remanejamento.




Palestra “O Poder da Informação” será realizada no Sincomercio no próximo dia 05

Na palestra do Consultor Empresarial Jr. Dezuani, com o tema “O Poder da Informação”, será abordado a importância das informações no ambiente organizacional e como transforma-las em conhecimento para a tomada de decisão nas organizações.

Entre outros aspectos, fará uma analise da evolução do processo de formação e disseminação das informações, e suas consequências no dia a dia das empresas.

Abordará como utilizar as informações de forma estratégica e as transforma-las em vantagem competitiva, da sua empresa, frente ao mercado.

Será uma oportunidade em que empresários, gerentes e todos aqueles que tomam decisões nos ambientes corporativos terão para refletir e aprimorar seus conceitos sobre a informação e conhecimento e também para a troca de impressões, experiências e porque não, informações.

A Palestra acontecerá no dia 05 de novembro no Sincomercio as 09:00h. As inscrições podem ser feitas na recepção da entidade ou através do telefone 3531 5900. Palestra é gratuita e as vagas limitadas por empresa.



Boa tarde Arthur

eu me inscrevi no sorteio das casas não fui sorteada mais moro hoje e pago aluguel nos predinhos da Rua da Jacunda saida pra pindorama e em quase tds os apartamentos são alugados gostaria de saber si esses apartamentos tbm são do governo e si fazem parte do msm programa das casinhas sorteadas pela prefeitura no ultimo dia 18/10 pq si forem eu acho um absurdo eu tendo q pagar aluguel para uma pessoa q possue casa propria e eu que não tenho e muitas outras pessoas que tbm não tem ficamos fora deses programas ai ti pergunto si não tem irregularidade não mandei diretamente no seu mural pois tenho medo de retaliação e ser dispejada msm pagando aluguel.

Agradeceria si vc pudesse me informar si esses predinhos tbm fazem parte do msm programa das casas sorteadas no ultimo dia 18/10 agora

Se puder informar agradeço

Se alguém do governo puder informar, a comunidade agradece.


É só clicar

"Setores ligados a vereadores - principalmente da chamada oposição - tentam desqualificar a jornalista Kátia Müller, do jornal Diário da Região. Ela foi assessora de um dos vereadores e denunciou a suposta extorsão. O caso está sendo apurado e a Justiça irá se posicionar no momento certo. Tentar iniciar uma campanha difamatória é algo sórdido e lamentável. A jornalista e o Diário da Região já fizeram muito mais por Catanduva do que muitos parlamentares que semanalmente ocupam os microfones da Câmara para seus contundentes, porém inócuos, discursos."

"Dilma está tremendo. Sinval está chegando..."

"O governador Geraldo Alckmin quer parceria de Dilma para enfrentar a crise de água. Vai ser a transposição do Rio Tietê ?"

"Papa acaba de informar que Deus é brasileiro, mas na última eleição teve que justificar pois estava de férias no Caribe. Grato pela atenção."

"Sobre o acidente e as vítimas de Borborema. Tão trágico que consigo apenas silenciar. Que Deus ampare e conforte as famílias."

"Se você tem denúncias concretas de pessoas que foram sorteadas para as casas, mas na realidade já possuem imóvel ou qualquer outra situação que é irregular, por favor denuncie, procure a prefeitura. Não deixe que pessoas inescrupulosas ocupem um direito que é dos menos favorecidos e que merecem ter realmente um imóvel."

"Setores ligados a vereadores - principalmente da chamada oposição - tentam desqualificar a jornalista Kátia Müller, do jornal Diário da Região. Ela foi assessora de um dos vereadores e denunciou a suposta extorsão. O caso está sendo apurado e a Justiça irá se posicionar no momento certo. Tentar iniciar uma campanha difamatória é algo sórdido e lamentável. A jornalista e o Diário da Região já fizeram muito mais por Catanduva do que muitos parlamentares que semanalmente ocupam os microfones da Câmara para seus contundentes, porém inócuos, discursos."

"Abril de 1996:

- Irmãos, coloquem um copo de água em cima da televisão...

Novembro de 2014:

- Irmãos, coloquem um copo em cima da televisão..."

PARA LER ARTHUR GODOY JUNIOR NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI


Parabéns

Finalizando a Primeira turma de Assentador de pisos e azulejos. Pólo regional da Construção civil.


Política

Catanduva amanhece com nomes de investigados de extorsão

O jornal Diário da Região, edição de ontem, terça-feira, 28 de outubro, trouxe a relação de vereadores que estão sendo investigados pela suposta extorsão a assessores. Segundo a denúncia, que está sendo conduzida pelo Ministério Público de Catanduva, o assessor que não aceitava devolver metade de seu salário ao vereador, era demitido ou pressionado a deixar o cargo de confiança. As investigações começaram sob sigilo, pois o MP não queria expor os envolvidos a possível utilização política. Mas com o passar do tempo, os próprios ouvidos começaram a divulgar - parcialmente - dados do processo. Faltavam apenas os nomes. E eles sairam. São dois vereadores do PV - Cido Verdureiro e Ari Enfermeiro -, um do PT - Wilson Paraná - e um ex-vereador, Palhacinho Pimpão, que quando ocupou a vereança estava filiado ao PPS.

Ari Enfermeiro tentou frear as investigações, pedindo análise ao Conselho Superior do Ministério Público. Como era de se esperar, o Conselho indeferiu o pedido, dando aval à promotoria local para continuar com o inquérito. Tão logo os autos voltaram de São Paulo, o promotor André Luiz Nogueira da Cunha derrubou o sigilo que havia imposto e os nomes acabaram sendo divulgados pelo jornal. Nos últimos meses, muitos nomes e boatos circularam - principalmente nas redes sociais. Porém, com a divulgação da lista, mostraram-se falsos. Mas a própria promotoria não descarta que a prática pode ter sido adotada por outros parlamentares, mas a dificuldade em obter o depoimente de vítimas é real. Muitos, apesar de extorquidos, se sentiriam gratos pela oportunidade de emprego ou até mesmo "com dó" do vereador.

Além das investigações realizadas pela promotoria pública de Catanduva há um inquérito policial. Segundo informações, foram anexadas aos autos gravações realizadas dentro de gabinetes que podem ter material incriminatório. O Conselho de Ética da Câmara Municipal - mesmo com a divulgação de dados por parte do Ministério Público - ainda não se pronunciou. Há uma objeção interna dentro do legislativo a qualquer início de investigações dos suspeitos. O vereador Nilton Cândido (PTB) defende a tese que se o caso está sendo investigado em outras instâncias, o Conselho de Ética deve aguardar o final da apuração.

Três dos citados se manifestaram publicamente sobre o assunto. Os vereadores Wilson Paraná (PT) e Cido Verdureiro (PV) ocuparam a tribuna da Câmara para se defenderem. No caso de Paraná, o vereador acusou sua ex-assessora e hoje repórter do jornal Diário da Região, Kátia Muller, de ter lhe oferecido metade do salário para trabalhar meio expediente na Câmara Municipal. Numa fala emocionada, pautada parcialmente pela leitura de um texto já pronto, Paraná disse que "não vão destruir a minha vida". Ele chegou a acusar a ex-assessora de ter sido "plantada" em seu gabinete.

Vagner Bersa, o Palhacinho Pimpão, se manifestou através de redes sociais. Segundo ele, é estranho que após dois anos venham lhe acusar. O ex-assessor de Pimpão, Rafael Back, esclareceu que não procurou o Ministério Público, mas foi intimado pela promotoria.

Cido Verdureiro foi além. Acusou a liderança de seu partido, Celso Pereira, de estar tramando uma puxada de tapete para conseguir colocar dentro da Câmara Municipal o suplente Donizete Menino. O vereador - que tentou sair do PV, mas não conseguiu - chegou a dizer que Menino estaria na manobra política.

Ari Enfermeiro não se pronunciou.

Leia abaixo o que cada parlamentar investigado falou sobre o assunto.


Cido Verdureiro

O assunto hoje é sobre denuncias que assessores andam publicando no jornal que os vereadores pega metade de salário. Isso é pouca vergonha que estão fazendo principalmente quem é suplente. Nunca peguei nada de assessor e vou até o inferno.

Atrás disso está Celso Pereira, Donizete Menino e eu quero prova...e o Celso Pereira tá me acusando de tudo, até de corno.

Agora a batata vai assar, não tenho medo de enfrentar a justiça. Quero que meus assessores provem.

O salário do vereador é bom e não preciso pegar nada do assessor. Vou fundo e quero provas.

Eu fui verdureiro 34 anos...eu pisei em cima de um dinheiro do Marco Vinholi no Conjunto Esportivo, e devolvi pra ele.

Nunca comi um ovo roubado e vou querer prova de todos, porque vou meter na cadeia.


Vagner Bersa

Em primeiro lugar eu tenho que salientar que INVESTIGAÇÃO não é sinônimo de CONDENAÇÃO.

No momento a minha preocupação maior não é com o PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO, PROCESSO este que tem registrado e oficializado que não existe provas contra a minha pessoa e sim o que existe é apenas uma única acusação verbal feito por apenas uma única pessoa.

Hoje, já faz praticamente dois anos que eu não sou mais Vereador em Catanduva SP, e neste momento eu acho estranho que somente agora é que alguém resolveu me acusar verbalmente sobre esta questão.

Eu não saí rico da política, e para poder sobreviver nestes últimos meses, eu tive que vender algumas coisas e fazer quatro empréstimos no Banco, simplesmente porque eu voltei a estar desempregado, não tenho renda mensal, não tenho aposentadoria, não tenho INPS e não tenho casa, já que eu moro numa casa em que eu pago aluguel.

Se numa situação normal eu não estou conseguindo trabalho, imagine agora com estas notícias em que a opinião publica já está me condenando muito antes de terminar as investigações e ter um julgamento sobre esta questão.

Condenar uma pessoa antes do julgamento é uma situação totalmente errada.

Quem não gosta do ex-Vereador PIMPÃO, não importa se as notícias são boas ou ruins, esta pessoa sempre vai falar mal e criticar o PIMPÃO.

E a minha maior preocupação neste momento é como eu vou conseguir trabalho para poder sobreviver se a opinião publica já está me condenando antes do julgamento final?

Assim, mais uma vez eu digo: “INVESTIGAÇÃO não é sinônimo de CONDENAÇÃO.”

Realmente eu cliquei em CURTIR em todas as observações feito pelas pessoas sobre a notícia do JORNAL DIÁRIO DA REGIÃO, fiz isto não como um DEBOCHE e sim para salientar que eu li o que estas pessoas escreveram sobre a questão.

Minhas máximas considerações e homenagens.

Ass. Lord Pimpão de Catanduva SP


Wilson Paraná

Estou profundamente indignado com uma pessoa maldosa e dissimulada que tive o desprazer de ter como assessora. Fui surpreendido de ver minha foto na capa do jornal. Quem me conhece, minha família, todos eles sabem que minha vida é um livro aberto. Querem sujar meu nome mas não vão conseguir e me intimidar. Ameaças de morte estão tentando de novo e usando esse veículo de uma maneira covarde. Essa pessoa faz terrorismo psicológico na internet e jornais...essa pessoa chamada Kátia Muller está fazendo com a gente. Isso é um conto de fadas...uma ex-assessora minha não conseguirá dessa baixaria vindo de gente desqualificada.

Empreguei ela de bom grado em meu gabinete imaginando que ela fosse honesta e comprometida, mas percebi que essa moca que assina matéria não tinha condições de ficar na câmara. Enquanto estava nas ruas dialogando com o povo ela usava a estrutura da câmara para ganhar dinheiro com seus bicos. A energia, a água, os telefones, ela usava para fazer negócios paralelos. Cobrei ela de maneira enérgica e deixei claro que ela não poderia fazer isso. Ela ofereceu metade de seu salário, atuando em meio período, sugando a câmara. Essa pseudo jornalista que me ofereceu dinheiro em troca de emprego, para continuar com a boquinha no serviço publico. Ela é criminosa e vou provar no final.

Muito me espanta que um jornal de mais de 60 anos como o Diario da Região de guarida a esse tipo de funcionário. A sra. Kátia que fosse verdade, então ela seria uma criminosa na medida em que teria pago por um cargo publico. O jornal pode abrigar uma criminosa? Repudio pois foi com a vingança e o ódio...pois quando não aceitei o seu suborno, ela disse que acabaria com a minha vida. Quando não aceitei, ela correu pedir a exoneração já tramado. Na época até achei melhor que terminasse assim, mas naquela ocasião ela me disse uma frase que me marcou. Tem muito mais verdade para ser revelado e no momento certo Catanduva vai saber. Desafio a ela abrir o sigilo fiscal e bancário...você se esconde atrás de um cargo de jornal renomado e estou certo que o seu jornal vai perceber que não é pessoa digna de confiança.

Não pensem que vou deixar barato essa tentativa de me esculhambar, aviso a policia e ao MP que vou colaborar sou o maior interessado a passar essa situação a limpo, me submeto a comissão de ética dessa casa e do meu partido e em breve será provado e essa moca sempre mentiu para que a sujeira não fique impune.

Eu denuncio, que ela Kátia Muller, jamais poderia ser nomeada no meu gabinete. Pois essa mulher fez uma declaração falsa, que leio agora: Ela diz que não tem nenhum parentesco com pessoas públicas, mas ela é prima de um assessor quando ela entrou. Portanto, vou acusar ela de falsidade ideológica, é dissimulada e mentirosa.


Ari Enfermeiro

Até o momento, não há manifestação pública do vereador sobre o assunto.


Opinião

Apenas a verdade, doa a quem doer

Arthur Godoy Júnior

Amigos leitores do site Passando a Limpo. Pela primeira vez na história recente de Catanduva vem à tona denúncia gravíssima envolvendo um número tão grande de parlamentares da Câmara Municipal da cidade. São três, além de um ex-vereador, acusados por ex-assessores de exigirem a devolução de metade do salário em troca da permanência no cargo de confiança. A prática seria esta: a pessoa era convidada a ser assessora, com um salário médio em torno de R$ 2,5 mil. Porém, para obter o emprego teria que aceitar devolver metade ao vereador. Em reportagem do Diário da Região fala-se em mais. O vereador ficaria até mesmo com R$ 1,8 mil, deixando com o funcionário os R$ 700,00 restantes.

A informação sobre as investigações já era de conhecimento pública. Faltavam os nomes. Nas redes sociais, sempre elas, surgiram boatos deste e daquele, mas se mostraram falsos. Nas esquinas, fala-se muito. Com o sigilo derrubado pela própria promotoria, o catanduvense tomou conhecimento dos fatos e seus personagens principais. Ontem, na Câmara, Wilson Paraná e Cido Verdureiro se manifestaram. Negaram a prática, e no caso de Paraná houve a acusação nominal contra a ex-assessora, e hoje repórter do Diário da Região, Kátia Muller. Vale o registro que o jornal apenas reproduziu aquilo que está nos autos apurados pelo Ministério Público.

Longe de apontar se o vereador pegou ou não dinheiro de seu assessor, pois não conheço as provas que estão nos dois inquéritos em andamento (tanto na Polícia Civil quanto no Ministério Público), tenho o direito - como cidadão - em exigir completa apuração. Mas um verdadeiro pente fino. É muito fácil para este ou aquele ocupar qualquer meio de comunicação e gritar que deseja "Justiça", enquanto espera de forma calorosa o tempo passar e a história cair no esquecimento. O brasileiro já demonstrou que tem memória curta, mas acredito que há limites até mesmo para a inércia popular. O Brasil está mudando. Em que pese termos reeleito a representante de um partido cheio de denúncias de corrupção, metade do país disse "não". Esta é a nossa ponta de esperança. Buscar naqueles que ainda têm a indignação para cobrar transparência total em investigações.

É frágil e cômoda a posição do senhor Nilton Cândido, presidente do Conselho de Ética, ao falar que precisa esperar as investigações alheias terminarem para se posicionar. Ora, então para que temos um conselho parlamentar? Um caso dessa gravidade precisa ser apurado em todas as instâncias. Até mesmo para que os acusados possam - ou não - provarem sua inocência. Cido Verdureiro, Wilson Paraná e Ari Enfermeiro precisam ter todos os fóruns para se manifestarem. Isso é, se for do interesse de cada um em ver esta história ser passada a limpo.

As autoridades policiais, judiciais e parlamentares, precisam ouvir testemunhas, verificar documentos, extratos bancários, realizar laudos periciais com as gravações, confrontar depoimentos, promover acareações, enfim, buscar provas, indícios e material concreto para que ao final disso tudo possa emitir um parecer conclusivo. Não deve sobrar pedra sobre pedra. Se os vereadores realmente exigiram dinheiro de seus assessores, devem ser expulsos da vida pública. Se estão sendo vítimas de tramas e manobras, a inocência precisa ser escancarada e os acusadores responderem pela denunciação caluniosa. O que não pode acontecer é tudo isso ficar no blá, blá, blá, e nas falas emocionadas nos palanques da vida. Afinal, quem está pagando pela festa - salário dividido ou não, é a população.

O site Passando a Limpo tinha conhecimento dos nomes, mas por respeito ao sigilo, esperamos a liberação por parte do Ministério Público. O jornal Diário da Região, em reportagem digna de aplausos e sendo um divisor de águas na imprensa catanduvense, trouxe a história. Não apenas em primeira mão, mas com coragem, isenção e imparcialidade.

Agora, é hora de exigir investigação e transparência.

Doa a quem doer.


Economia

Sincomércio alerta sobre visita de Procon e obrigatoriedade de fixação de preços

Atenção Comerciante!!

A fiscalização do Procon de São Jose do Rio Preto, está visitando os estabelecimentos comerciais de Catanduva e autuando aquelas que não se enquadram nas exigências da Lei nº 10.962, que trata da afixação de preços nos produtos.

Portanto, para que sua empresa esteja dentro das exigências da Lei, acesse a mesma no site: www.sincomerciocatanduva.org.br e não corra risco de autuação.

O Sincomercio oferece gratuitamente as empresas associadas uma cartilha com o conteúdo da Lei nº 10.962

A Lei nº 10.962 é bastante abrangente e não se limita apenas a afixação de preços, mas também a exigências de placas orientativas sobre a aceitação de cheques, cartões de crédito dentre outras.

Para que os comerciantes possam saber todos os detalhes da Lei, o Sincomercio, através do Conselho da Mulher Empresária, solicitou a realização de uma palestra esclarecedora sobre o assunto ao Procon de São Jose de Rio Preto. A mesma acontecerá no próximo dia 06 de novembro as 19:30hs, no anfiteatro da Prefeitura Municipal. A Palestra é gratuita, devendo as inscrições serem feitas no Sincomercio, já que as vagas são limitadas.


Água

Aquífero Guarani poderá ser usado para combater crise de água na região metropolitana

O Aquífero Guarani, que abastece a região de Catanduva, poderá ser utilizado de forma estratégica para aliviar a crise de água na região metropolitana de São Paulo. Na realidade, seria uma ajuda indireta. Geólogos da USP (Universidade de São Paulo) estão estudando se é possível retirar água do Aquífero Guarani para abastecer a região de Piracicaba. Com isso, o Sistema Cantareira, que abastece a região da Capital teria uma vazão a menos. Está em análise a proposta de se construir de 24 poços artesianos no município de Itirapina, região centro-oeste do Estado, onde o aquífero pode ser acessado de forma rasa.

O fim dos estudos deve acontecer dentro de 30 dias e será apresentado ao comitê criado pelo governo do Estado para administrar a crise hídrica no sistema Cantareira. No momento, o sistema está com apenas 13% de sua capacidade, já utilizando a segunda cota do volume morto.

O professor Reginaldo Bertolo, do Instituto de Geologia, explica que o estudo inclui a simulação, por meio de um modelo matemático, da extração de 150 mil litros de água por hora. "Queremos avaliar se o aquífero suporta essas vazões em longo prazo", apontou.

A análise baseia-se em um artigo publicado em 2004 por um grupo da Unesp (Universidade Estadual Paulista). De acordo com o trabalho, a região de Piracicaba fica distante cerca de 60 km em linha reta, o que diminui os custos de um transporte da água direta para a capital. Outra vantagem é que o desnível geográfico entre as regiões de captação e consumo favorece o deslocamento.

Agora, não existem estudos para se saber se esta possibilidade poderá trazer problemas para as cidades abastecidas pelo Guarani, como é o caso de Rio Preto e Catanduva. Na cidade, são 4 postos que se abastecem com o Aquífero Guarani. A SAEC já começou a realizar uma captação mais profunda neste sistema.

Grande parte da cidade recebe água do Aquífero Bauru, que também já apresenta nível menor.

Política


Política

Região vota Aécio, mas Dilma é reeleita presidente do Brasil

Pela região Noroeste do Estado de São Paulo, que inclui Catanduva e São José do Rio Preto, o novo presidente do Brasil se chamaria Aécio Neves, com o número 45. Em todas as cidades, o tucano ganhou "de lavada" de sua adversária, Dilma Rousseff. Porém, hoje, a maioria dos eleitores da região acordou com aquela sensação de luto. Afinal, Dilma foi reeleita com quase 55 milhões de votos contra 51 milhões de Aécio. Pouca diferença no Rio de Janeiro, derrota em Minas Gerais e resultados achapantes no nordeste deixaram Neves de fora do Palácio do Planalto.

O resultado tem relação direta com a política catanduvense para os próximos dois anos. Se Aécio fosse eleito, Catanduva teria como seu maior representante o vice na chapa, Aloysio Nunes Ferreira - senador - muito ligado ao prefeito Geraldo Vinholi e ao deputado suplente Marco Vinholi. Com o resultado, a petista Beth Sahão continua com portas abertas em Brasília (o que gera expectativa de verbas para a região).

A equipe política do prefeito trabalhou com afinco para que Aécio Neves tivesse uma votação expressiva na cidade, e conseguiu. A diferença foi de 34 mil votos, um resultado extraordinário. Se por um lado, Brasília ficou distante, o grupo do prefeito terá a seu dispor o Palácio dos Bandeirantes, já que o governador Geraldo Alckmin foi reeleito com o chamado "pés nas costas". Vinholi terá realmente que contar com a parceria de Alckmin já que deverá ter dois adversários de peso: Beth Sahão (PT) e Afonso Macchione (DEM), além de algum outro candidato ocupando um posto intermediário.

Na noite de ontem, Sahão comemorou o resultado nacional. "Com a força do povo, Dilma de novo".

Marco Vinholi também deixou uma mensagem: "Parabéns a todos os que expressaram sua vontade nas urnas e participaram desse importante momento democrático. Aécio representou o anseio de uma grande parcela do país e combateu um bom combate. Agora, que o país possa ter o melhor possível. O Brasil continua através da esperança e da força do seu povo, seguro de que o amanhã sempre vem".

Veja abaixo o resultado eleitoral nas principais cidades da região:

RESULTADOS ELEIÇÃO P/ PRESIDENTE 2014 - 2° TURNO

AÉCIO NEVES / DILMA

CATANDUVA ..... 49.492 votos / 15.365 votos

RIO PRETO ................ 166.467 votos / 69.588 votos

ARIRANHA .............. 4.539 votos / 985 votos

CATIGUÁ .................. 3.503 votos / 1.066 votos

ELISIÁRIO ................ 1.535 votos / 611 votos

IRAPUÃ ..................... 2.904 votos / 1.227 votos

ITAJOBI .................... 7.688 votos / 1.640 votos

MARAPOAMA.......... 1.525 votos / 443 votos

NOVAES ................. 1.645 votos / 846 votos

NOVO HORIZONTE .. 15.850 votos / 5.308 votos

PALMARES PTA ....... 3.966 votos / 1.504 votos

PARAISO .................. 3.007 votos / 875 votos

PINDORAMA ........... 6.319 votos / 2.379 votos

SALES ...................... 2.492 votos / 986 votos

SANTA ADÉLIA ........ 6.389 votos / 2.128 votos

TABAPUÃ.................. 4.868 votos / 2.088 votos

URUPÊS ..................... 5.513 votos / 2.349 votos

FERNANDO PRESTES 2.561 votos / 1.035 votos

MONTE ALTO ........ 21.453 votos / 5.753 votos

PIRANGI ................ 4.930 votos / 1.168 votos

FERNANDÓPOLIS 20.758 votos / 16.843 votos

VOTUPORANGA 35.674 votos / 15.709 votos

JALES .................. 18.540 votos / 9.454 votos

SANTA FÉ DO SUL 12.291 votos / 5.323 votos

IBIRÁ ..................... 4.687 votos / 1.617 votos


Caso dos pneus

Investigados apresentam nota de origem dos pneus; polícia continua apurando

Os dois assessores municipais (um deles já está fora da administração) que estão sendo investigados por suposto desvio de pneus da administração - material que teria sido oferecido a um empresário - apresentaram na Polícia Civil notas que seriam relativas aos pneus que estavam oferecendo.

Segundo informações, eles alegaram que os pneus eram usados, de procedência, e não têm qualquer relação com os da frota da prefeitura de Catanduva. Para comprovarem suas versões, entregaram notas emitidas. A polícia Civil continuará apurando o caso e dentro de algumas semanas deverá concluir o inquérito, remetendo-o ao Fórum catanduvense. Deverá ser ouvido o emitente da nota, bem como verificar se os pneus apreendidos tem relação com a nota apresentada.

Os pneus, por enquanto dois, se encontram na Corregedoria da Guarda Municipal - primeiro órgão a investigar o caso. O guarda corregedor teria sido procurado por um empresário que informou terem lhe oferecidos pneus novos com as mesmas características dos utilizados pelas vans da prefeitura. Todo o seu depoimento foi colhido e gravado, bem como os pneus fotografados. O relatório foi encaminhado ao prefeito Geraldo Vinholi que solicitou a abertura de Inquérito Policial e apuração interna. A prefeitura diz que espera o final das investigações para se manifestar. Os suspeitos teriam registrado boletim de ocorrência contra o comandante da Guarda e o Corregedor, alegando calúnia - situação que está criando um clima de constrangimento dentro da administração.

Os integrantes da Guarda se disseram "tranquilos" lembrando que eles foram procurados pelo empresário e se limitaram a formalizar a denúncia e encaminhá-la ao prefeito.


Promoção

NA MARGEM

Florence Manoel

Foi com grande satisfação que entreguei um exemplar do meu livro “Na Margem” para Jussara Marangoni, leitora do Passando a Limpo e sorteada pelo site. Espero que Jussara e os demais leitores gostem do nosso trabalho – meu e da fotógrafa Aline Baker. Quem tiver interesse em adquirir um exemplar, entre em contato pelo e-mail florencemanoel@hotmail.com. O livro também está à venda na Banca do Rossi, Banca do Marcelo e na 100% Vídeo. Obrigada a todos os internautas que participaram dessa promoção e ao jornalista Arthur Godoy, pela parceria.

Abraços,

Florence Manoel

Do editor - Nós é que agradecemos a gentileza de doar um livro para a promoção. E desejamos boa leitura à Jussara Marangoni, que diga-se de passagem, no dia em que foi presenteada estava fazendo aniversário. Nosso muito obrigado. (AGJ)


LINHA DIRETA

(17) 99119-2715

(11) 99118-5007

Quer passar um recado, uma informação, fazer um comentário? Com total sigilo? Mande-nos um "zap zap" para (17) 99119-2715 ou (11) 99118-5007. Ajude-nos a fazer um site ainda mais abrangente. Estamos aguardando!


http://twitter.com/arthurgodoyjr



Tempo e temperatura


- Câmara Municipal...

- Aqui se trabalha, aqui se paga...


Legislativo

CEI solicita documentos para iniciar investigação de cogestoras

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) constituída para apurar possíveis irregularidades nos contratos de cogestão firmados pelo município para a área da saúde solicitará inúmeros documentos à administração municipal. Trata-se da ação inicial no processo investigativo. A decisão foi tomada durante a reunião de instalação da comissão, na última quarta-feira (8).

Serão requeridas cópias de contratos e aditamentos, notas fiscais e de empenho, além de guias de recolhimento do FGTS das quatro organizações de saúde: Instituto Sollus, Hospital Psiquiátrico Mahatma Gandhi, Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar (Pró-Saúde) e Instituto Americano de Pesquisa, Medicina e Saúde Pública (Iapemesp).

Na reunião, também foram definidas as funções de cada integrante do grupo presidido pelo vereador Aristides Jacinto Bruschi, o Enfermeiro Ari (PV). O relator será Nilton Cândido (PTB), tendo como secretário Luís Pereira (PSDB). Completam a comissão Cidimar Porto (PMDB) e Amarildo Davoli (PV). O grupo tem prazo de 180 dias para concluir a apuração.

“Vamos analisar cada vírgula e cada ponto, cada número de nota fiscal, comparando cada contrato e item, para ver a verdade sobre cada nota que foi dada na Secretaria de Saúde. Aqueles que fizeram (tudo) bem feito, merecem aplausos. Quem tem responsabilidade, arcará com ela. Se houver culpado, será cobrado de forma veemente”, diz Enfermeiro Ari.

Segundo ele, a intenção é buscar a verdade com relação à prestação de serviço das quatro cogestoras. “Queremos o bem de Catanduva doa a quem doer. Queremos a verdade. Quem tem culpa, tem culpa. Quem tem responsabilidade, será responsabilizado”. O trabalho da comissão, afirma o parlamentar, será encaminhado de forma apolítica e transparente.

Trâmite

A pretensão do presidente da CEI é marcar nova reunião tão logo os documentos sejam encaminhados pela prefeitura à Casa de Leis. “Vamos dar celeridade aos trabalhos”, afirma.

(Guilherme Gandini)


Jornal da Câmara - Edição 40



Lançamento da Rádio Briza, hoje Nativa


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

A polícia já foi embora? Posso voltar?

PARA ACESSAR A PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI OU NO LINK ACIMA - NOS FINAIS DE SEMANA DISPONIBILIZAREMOS OS MELHORES MOMENTOS


Para avaliar o que leu no site Passando a Limpo e o nosso trabalho e linha editorial, clique no banner acima.


Google


JORNAIS


PODERES


ENTRE EM CONTATO

99119-2715

(017)

- Não precisa discar código de operadora. É direto!

ou...

(011) - 99118-5007

(011) - 2725-1346

E-mail: arthur007@uol.com.br


Conectados

Onde estão os nossos leitores...

No Brasil

Potirendaba, Palmares Paulista; Novais; Elisiário; Tabapuã; Novo Horizonte; Carapicuiba; São Pedro; Ribeirão Preto ; São Paulo ; Catanduva ; São Jose Do Rio Preto; Campinas ; Araraquara ; Bariri ; São Carlos; Brasilia ; Rio de Janeiro; Marilia ; Sorocaba; Aracaju ; Presidente Prudente; Araçatuba ; Lins ; Paulínia; Osasco ; Fernandópolis; Porto Alegre ; São Jose Dos Campos; Uberlandia ; Barretos ; Franca ; Braganca Paulista; Santo Andre ; Americana ; Piracicaba ; Bauru ; Recife ; Tres Lagoas; Guarulhos ; São Vicente; Belo Horizonte; Assis ; Santos ; Hortolândia; Pindamonhangaba; Apucarana ; Jundiai ; Cuiaba ; São Caetano Do Sul; Nova Odessa ; Leme ; Indaiatuba; Navegantes; Pelotas ; Curitiba ; Salvador ; Goiania ; Rio Claro; Florianópolis; Barueri ; Manaus ; Taubate ; Limeira ; Itajuba ; Adamantina; Fortaleza ; João Pessoa; Presidente Epitácio; Santa Maria ; Cornelio Procópio; Blumenau ; Mogi-Guacu ; São Leopoldo; Londrina ; Bélem ; São Luis; Lorena ; Cascavel; Campo Grande; Suzano ; Botucatu ; São Sebastião; São João Da Boa Vista; Natal ; Ourinhos; Vitoria ; Porto Velho; Laranjal Paulista; Nova Iguacu ; Macapa ; Porto Ferreira; Caxias Do Sul; Chapeco ; Maceió ; Pocos de Caldas; Novo Hamburgo; Vila Velha ; Joinville ; Niteroi ; Dracena ; Cubatão ; Petrópolis; Uberaba ; Criciuma ; Teresina ; Canoas ; Conquista; Palmas ; Iperó ; Vitória Da Conquista; Imperatriz ; Vicosa ; Sete Lagoas; Porto Real ; Juatuba ; Itarare ; Jaguarari ; Santa Rosa; Caçador ; Ponta Grossa; Tupã ; Araguaina; Macaé ; Alfenas ; São Bernardo Do Campo; Eunapolis ; Passo Fundo; Cafelândia ; Flores Da Cunha; Cabo Frio ; Sobral ; Rio Verde; Mocóca ; Parobe; Itaperuna ; Barra Mansa; Campos ; Ribeirão Pires; São Jose Do Rio Preto; Lençóis ; Caetite ; Ijui ; Braço Do Norte; Mossoró ; Juazeiro Do Norte; Campina Grande ; Simões Fiho ; Floresta ; Teófilo Otoni; Três Corações; Teresópolis ; Paulista ; Dourados; Santana Do Livramento; Itaguai ; Itapetininga; Araxa ; Lajeado ; Cataguases; Cotia ; Avare.

Ao redor do planeta

United States ; Canada ; United Kingdom ; Panama; Argentina ; Portugal ; Italy ; Spain; France; Nigeria; Japan ; Angola; Germany; Chile ; Switzerland ; Ireland ; Turkey ; Guatemala ; Ecuador ; Russia ; Mozambique; Netherlands ; Sweden ; New Zealand; Czech Republic; Bolivia ; Colombia ; South Korea; Estonia ; Mexico ; Norway ; Paraguay ; Dominican Republic.

Fonte: Google


Sua cidade não está na lista? Mande-nos um e-mail para que possamos atualizá-la.


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (17) 9119-2715. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


Site Meter


Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Junior - MTB 26.822. Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (17) 99119-2715, (0xx11) 2725-1346 e (0xx11) 99118-5007. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.