www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

(17) 99119-2715


São Paulo, 23 de janeiro de 2018

Atualizado às 09h00

online


A notícia mais importante desta atualização

Mais de três mil imóveis terão reajuste no IPTU

Todos os detalhes, logo abaixo...





PASSANDO A LIMPO NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI E CURTA


WhatsApp - (11) 9 9118-5007


http://twitter.com/arthurgodoyjr



Divulgação gratuita


Arthur boa noite!

Primeiramente agradeço por ter postado em seu site o terreno cheio de mato e caramujos ao lado de minha casa. Fica na rua Guaratinguetá x Av Benedito Zancaner, Agudo Romão. Fiz a denúncia támbem na prefeitura hoje. Agora há pouco, por volta das 21:20h, tive uma outra surpresa desagradável.

Deparei-me com um escorpião dentro da minha casa.

Veja:

Mande seu recado, sua reclamação, sugestão, ajude a sua cidade. O e-mail para contato é arthur007@uol.com.br. Você pode clicar no link acima e escrever seu comentário.


Atenção, motoristas. A rua Elisiário passou a ser mão única de direção, sentido centro-bairro, no trecho entre a avenida José Nelson Machado e a rua Cezar Marino, na Vila Celso.


Repórter da TV Tem fazendo matéria sobre Catanduva. No buraco....literalmente.


Opinião

Voe para seus sonhos...

Arthur Godoy Júnior

As músicas foram feitas pelos gênios para embalar os sentimentos. Bem, pelo menos as belas. Uma pessoa que tem em sua vida uma trilha sonora sabe o que estou falando. Não importa o momento, o lugar, e até mesmo a companhia, quando toca aquela canção....ah, lembranças surgem como mágica. Eu tenho algumas, talvez dezenas, já que trabalhei em rádio. Não sei tocar um tamborim, mas nos primeiros acordes de algumas canções recebo um verdadeiro calhamaço emocional. Aquele filme, aquela noite, aquele verão, aquela garrafa de vinho de terceira qualidade. São lembranças, tristes, alegres, não importa. São notas que vão nos conduzindo para um passado com significado. E quem tem passado, tem história e quem tem história tem algo para contar.

Nesta noite, 22 de janeiro, um amigo está viajando. Decidiu buscar novos caminhos, novos desafios.Enquanto escrevo, está cortando os céus dentro de um vôo. Deixou para trás sua família, seus amigos e tenta encontrar novos horizontes. Tudo o que é novo nos causa medo, apreensão e até pavor. É difícil sair de nossa casca, colocar a cabeça para fora e tentar algo diferente. Mas como diz o poeta, a vida é para ser vivida, e o que levaremos para o além.....além de nossos sonhos? O que descerá dentro de um ataúde? Uma vida ou um rascunho? Acho que estamos aqui para buscar uma perfeição que jamais alcançaremos, mas temos que tentar.

Este amigo deve estar olhando pela janela toda a sua trajetória. Está sozinho, tendo ao seu lado apenas uma luz de asa de avião. Possivelmente, algumas estrelas. Verá o reflexo de seu rosto, já não tão moço, não tão jovem, mas determinado. Não sei se irá conseguir alcançar o que busca, uma vida melhor. Também não sei se conseguirá alcançar o seu sonho. Mas o poeta também diz que é melhor perder sabendo que tentou do que jamais tentar.

Como disse no começo, nossa vida é embalada por canções. Nesta noite, não consigo deixar de pensar em Elton John cantando "Daniel". A letra diz que "Daniel está viajando hoje à noite num avião, Eu posso ver suas luzes voando para a Espanha, Oh, e eu posso ver Daniel acenando adeus, Deus, parece o Daniel, Deve ser as nuvens nos meus olhos..."

Meu amigo não se chama Daniel e tampouco está indo para a Espanha. Não importa seu nome nem tampouco o país. Importa que está indo atrás de seu sonho. Há quase 29 anos, também embarquei buscando algo. Deixei para trás minha família, meus amigos, e decidi apanhar a caneta para tentar escrever uma nova história. É fácil ficar acomodado, ficar dentro de nossas cascas, do casulo. Mas precisamos buscar algo a mais. Precisamos dar a Deus aquilo que ele quer de nós: a luta pelos nossos caminhos.

Talvez o seu sonho não seja mudar de cidade, estado ou país. Talvez o seu sonho seja simplesmente atravessar a rua. Ou encontrar amigos, ou ser feliz. Talvez, seja ter ao seu lado seus filhos, seus netos, dar risadas num parque. Não importa o tamanho de seu sonho. Não importa o que você deseja. O importante é dar o primeiro passo. E de passo em passo, como uma criança, aprender a andar. Com as mãos esticadas e sorriso no rosto. Não é fácil, todos nós sabemos. Mas quem disse que seria?

Daniel está viajando. Nesta noite de segunda-feira. Posso ver as luzes vermelhas, posso imaginar seu rosto na pequena janela. Não está sorrindo. Possivelmente, pensativo. A luz amarela de uma cabine de repouso deve estar acesa, as comissárias já serviram o jantar. Será uma longa viagem, uma estrada quase sem fim. Mas quem disse que seria fácil? Como diz a letra, "Daniel, você é uma estrela na face do céu". Espero que seja feliz. Apesar da saudades de todos, a torcida é para que alcance o que foi buscar.

E você, já pensou em seu sonho? Está disposto a voar? A pelo menos tentar?

Encontre a sua canção e vá em frente....

Meu nome é Arthur Godoy.

Este é o site Passando a Limpo, atualizado diretamente de São Paulo.

E amigos leitores, fiquem bem. Onde quer que vocês estejam...

A cada atualização, esta coluna receberá novos comentários e informações. Colabore enviando seu e-mail para arthur007@uol.com.br, com o título "Na Ponta da Pauta". Após recebermos a informação, realizaremos a checagem e publicação. Sigilo absoluto. Passando a Limpo: é você quem faz!


- A prefeitura municipal de Catanduva anunciou que cerca de três mil imóveis da cidade receberão reajuste no IPTU deste ano. O carnê começa a ser distribuído a partir desta terça, 23. São 65 mil carnês que chegarão às casas dos contribuintes ou terão que ser retirados na prefeitura. Segundo o governo, foi aplicada a atualização monetária de 2,8% - conforme a variação dio IPCA.

- Porém, moradores de 18 bairros terão uma desagradável surpresa. Fiscalização da prefeitura constatou que houve ampliação da área construída - sem a devida comunicação - e estes sofrerão reajustes. O governo alega que os fiscais encontraram 224.630 metros quadrados irregulares – são alterações, ampliações e construções que não existiam no cadastro da Prefeitura, sobre as quais, portanto, não incidiam o imposto. A área é superior a 22 hectares e equivalente a 31 campos de futebol na medida indicada pela CBF (105x68m).

- Os bairros atingidos são Vila Celso, Vila Soto, parte do Jardim Brasil, Parques Glória I ao VI, Theodoro Rosa Filho, Júlia Caparroz, Pedro Borgonovi, parte do Cidade Jardim, Monte Carlo, Jardim América, João Calil, Jardim Soto e parte do Centro.

- Segundo Solange Regina Variani Fonseca, secretária de Finanças, "Desta forma, os carnês de IPTU de mais de 3 mil imóveis localizados nesses bairros terão reajuste superior aos 2,8% da atualização monetária. Não porque houve aumento no IPTU, mas porque houve ampliação ou alteração do padrão construtivo".

- A primeira parcela ou parcela única com 10% de desconto terá vencimento para os dias 19 e 20 de fevereiro. Quem optar pelo pagamento parcelado, terá o valor total dividido em 10 vezes. O pagamento poderá ser feito em qualquer banco ou via internet até o vencimento. Depois, apenas nas agências do Banco do Brasil.


- A prefeitura revogou nesta terça-feira, 23, o contrato que tinha com a empresa que gerencia o aterro sanitário.

- A partir de agora quem pagará o aterro será a SAEC.

- Apesar da Câmara Municipal ter revogado a lei que transferia a administração financeira do lixo para a SAEC, enquanto não é publicada, o prefeito vai tomando todas as medidas administrativas para solidificar sua decisão de ignorar os vereadores.

- Falando nisso, os trabalhos legislativos em plenário voltam no dia 06 de fevereiro, terça-feira.

- Secretários estão reclamando, baixinho, que não têm dinheiro para nada. Ao procurarem o prefeito para reivindicar valores para suas áreas recebem a informação que o caixa está vazio.

- Na próxima quinta-feira, 25, é feriado em São Paulo. Se tiver compromissos na Capital, melhor anotar.

- No mês de dezembro o gabinete da deputada Beth Sahão gastou cerca de R$ 17 mil em valores reembolsáveis. Segundo a deputada, valores dentro das necessidades do gabinete.

- O deputado Marco Vinholi pretende abrir um escritóro político em Catanduva nos próximos dias. Inclusive, na cidade, terá como um dos coordenadores de sua campanha para a reeleição o ex-prefeito Carlos Eduardo.

- O vereador Daniel Palmeira de Lima continua preso e aguarda novo julgamento de pedidos de Habeas Corpus.


- O catanduvense que tiver um celular de última geração e for cliente da Claro poderá usufruir a nova tecnologia da operadora. A Claro anunciou a relação de cidades em que o 4,5G começará a funcionar. Aliás, segundo a operadora, a tecnologia que aumenta a velocidade de internet de seu aparelho em até 10 vezes já estaria funcionando. A liberação completa aconteceu nesta quinta.

- Catanduva aparece na relação de cidades contempladas. Segundo a área técnica da Claro, os aparelhos novos da Samsung e Apple (linha 8 e X) comportam a tecnologia. Numa medição, a velocidade de internet chegou a 300 Mbps.

- Mas aqueles que não tem estes aparelhos top de linha também serão beneficiados. Há uma melhoria na recepção de internet rápida para os aparelhos 4G.

- A operadora informou que os valores continuarão os mesmos.


Opinião

Sem Aristóteles, a metáfora da EFA descarrilou

Luiz Roberto Benatti

Numa entrevista aO regional, o prefeito disse que a EFA é colcha de retalhos. O que ele quis de fato transmitir à jornalista Nathália Silva não sabemos, porque Aristóteles, ao falar da metáfora, advertiu-nos que ela só será boa metáfora se antecedente e consequente ou sujeito e predicativo do sujeito puderem trocar as respectivas posições. Ele deu o exemplo de Homero que, ao comparar Aquiles com um leão, disse "Aquiles é um leão" como poderia ter dito que O leão era como Aquiles. Homem e animal são bravos e valentes. Deduzimos disso que a estrada de ferro não poderá ser colcha de retalhos porque uma colcha de retalhos jamais poderá ser vista como estrada de ferro. O correto seria ter ele afirmado que a estrada é um problema insolúvel e é assim que as pessoas lúcidas deverão entender nossas coisas ferroviárias. Acabamos com o que tínhamos e agora pretendemos atirar numa montanha de ferro velho trilhos e dormentes. O abismo clama pelo abismo assim como o absurdo injeta ânimo no absurdo.

Nem o prefeito nem gente de sua equipe até hoje deu-se conta de que o termo orográfico para a topografia da cidade é talvegue, quer dizer, encosta acima, platô, encosta abaixo, acidentalidade que, no mínimo, nos obrigaria a tirar o chapéu para Henrique Dumont que desenhou o atual traçado da Railroad & co.A estrada margeia o rio da nascente à foz pela direita e, ao passar por Catanduva, ela caminha por uma espécie de túnel enfiado em duas parábolas, uma ascendente, outra descendente ou ascendente também, dependendo tal localização do ponto de vista do espectador.

Enfim, para remover os trilhos você teria de construir linhas parabólicas dentro dum desvio de mais ou menos 20 quilômetros, rumo ao platô de Barretos, a não ser que você queira construir uma ponte sobre o rio. Como nós perdemos o bonde da história, queremos sucatear o que nos resta da EFA.


Entrevista de domingo - Deputada Beth Sahão

"Para fazer caixa, a prefeitura tem penalizado os mais pobres"

A deputada Beth Sahão (PT) tem consciência que seu partido sofreu um baque violento nos últimos três anos. Mas acredita que a população já tenha notado que a tomada do poder por Michel Temer foi algo arquitetado e sem fundamento. Por isso, busca o início de um debate com a sociedade. Em entrevista exclusiva ao site Passando a Limpo, a deputada falou sobre o Partido dos Trabalhadores, a onda de denúncias sobre assédio, sua avaliação do governo Macchione, as emendas que conseguiu para a região de Catanduva e até mesmo seu relacionamento com o outro deputado da região, Marco Vinholi.

A deputada Beth Sahão é a entrevistada deste domingo:

Passando a Limpo - Deputada, podemos dizer que para o Partido dos Trabalhadores "o pior já passou"?

Deputada Beth Sahão - O momento atual é muito complexo. Fica difícil tecer qualquer afirmação categórica. A experiência cotidiana e as próprias pesquisas de opinião que vêm surgindo demonstram que a situação do partido, hoje, é melhor do que em 2016, por exemplo, quando estava no auge o processo de impeachment.

Acredito que o completo fracasso de Temer, um presidente ilegítimo apoiado pelos tucanos, serviu para abrir os olhos da população. Não que antes fosse tudo uma maravilha e não houvesse erros da parte do PT na condução do País. Mas, desde que Dilma foi retirada do cargo com base em uma denúncia vazia e desprovida de fundamento, as coisas só pioraram no Brasil, sobretudo para a classe média e os pobres. Sem contar que o governo e sua base, que agem diuturnamente para destruir os direitos sociais do povo brasileiro, estão, em sua maioria, denunciados em escândalos gravíssimos e comprovados de corrupção.

Dilma foi apeada do poder, sob o argumento patético de que teria cometido pedaladas fiscais, conduta que sequer está tipificada na legislação e que é praticada todo santo dia, em maior ou menor escala, por prefeitos e governadores.

Fica difícil explicar que isso foi correto, quando as pessoas assistem em horário nobre um assessor de Michel Temer carregando malas cheias de dinheiro fruto de propina, sem que nenhum dos envolvidos seja punido.

Passando a Limpo - O partido sempre foi marcado pela fidelidade das militâncias, a o povo nas ruas, as entidades de classe. Há como motivar essa base?

Deputada Beth Sahão - Esse processo de retomada do diálogo com as bases não é simples, mas precisa ser feito. De certo modo, ele vem ocorrendo. Há uma janela importante para essa retomada. Afinal, a população hoje sente na pele e no bolso os efeitos nefastos do golpe. E quem está denunciando e lutando contra o ataque aos direitos do povo somos nós. Por isso, é natural recuperemos essa importante interface com a população.

Passando a Limpo - A senhora, apesar de vários anos no PT, acaba surgindo como uma grande liderança "nova" na legenda. Podemos dizer que seu trabalho é o de reconstrução do partido?

Deputada Beth Sahão - Sempre estou pronta para contribuir com um projeto que não é propriamente partidário, mas sim de uma filosofia de vida. Acredito em um mundo mais justo, fraterno, igual e com oportunidades para todos. E aqui estou podendo travar essas lutas pelos ideais em que acredito. Estou na política há vários anos, tenho uma trajetória que todos conhecem e minha ficha é limpa.

Nesse sentido, é natural que eu me torne uma referência, inclusive porque, nos últimos tempos, meu mandato vem ganhando grande influência na Assembleia Legislativa. Vou procurar contribuir com esse processo de reconstrução. Mas é preciso deixar claro, por outro lado, que não é apenas um PT que demanda uma reconstrução. Todas as demais legendas foram atingidas pelas denúncias surgidas nos últimos anos.

A própria ideia de democracia representativa está abalada no Brasil. Por isso, penso que o trabalho que temos pela frente é muito maior. Consiste em resgatar a própria credibilidade da democracia brasileira.

Passando a Limpo - Sabemos que a oposição na Assembleia Legislativa sofre com a força da base aliada do governador Geraldo Alckmin. Apesar disso, foi possível colher algumas conquistas?

Deputada Beth Sahão - Esse trabalho tem sido complicado, pois a base aliada de Alckmin atua no sentido de barrar todas as apurações que atinjam o governo. Ultimamente, os deputados governistas manobram até para barrar requerimentos de informação, o que é um absurdo completo. O papel constitucional dos deputados é propor leis e fiscalizar o Executivo. Portanto, beira a insanidade um deputado impedir que seus colegas cumpram sua função de fiscalizar o governador. A postura dos governistas é uma afronta ao povo paulista. Ainda assim, temos conseguido furar a blindagem em situações importantes, como na CPI da Merenda, por exemplo, que foi fruto de uma intensa luta de nossa bancada em parceria com os professores e o movimento estudantil.

Passando a Limpo - A oposição ficou irritada com cortes nas emendas do orçamento que teriam sido realizadas pelo relator Marco Vinholi. Como é o seu relacionamento com o deputado do PSDB e o que aconteceu em relação a estas emendas? Quais eram e que área beneficiavam?

Deputada Beth Sahão - Procuro manter uma relação civilizada com ele, a despeito de estarmos em campos opostos. Minha preocupação é com a população. Com relação às emendas que apresentei no Orçamento, em torno de 90 delas foram mantidas no projeto aprovado, como subemendas (que são aglutinadas a outras emendas). Consegui também que duas delas permanecessem como emendas. Ambas são para Catanduva. Uma de R$ 10 milhões para obras de infraestrutura. E outra de R$ R$ 5 milhões para obras de melhoria na rodovia Alfredo Jorge Abdo, que liga Catanduva a Pindorama. O trabalho agora será lutar para que o governo libere esses recursos, uma vez que já contam com dotação orçamentária e ajudarão a melhorar a vida de centenas de milhares de pessoas.

Passando a Limpo - Vamos falar sobre gastos de deputados. Verificamos no site transparência da Assembleia que em dezembro a senhora apresentou contas em torno de R$ 17 mil em gastos diversos. Não é muito?

Deputada Beth Sahão - Os gastos estão em pleno acordo com as atividades parlamentares desenvolvidas pelo mandato.

Passando a Limpo - Existe uma apuração envolvendo um de seus partidários, Marquinhos Ferreira, e notas da empresa do catanduvense Abegão. Ele diz que notas da empresa foram usadas sem sua autorização. O que aconteceu?

Deputada Beth Sahão - Essa é uma questão que está sendo apurada pelas autoridades. As prestações de conta de meu gabinete são rigorosamente auditadas pelos órgãos competentes, que jamais constataram qualquer tipo de irregularidade. Pelo contrário. Tanto que todas as minhas contas na Assembleia Legislativa foram aprovadas com louvor.

Passando a Limpo - O seu mandato sempre foi pautado pela defesa aos direitos da mulher. Hoje, o mundo discute a diferença entre assédio e paquera. Qual o seu posicionamento sobre isso?

Deputada Beth Sahão - Neste caso específico, estamos diante de um falso debate. Assédio não tem nada a ver com paquera. Infelizmente, a mídia está prestando um desserviço às mulheres, ao tratar desse problema de forma desconexa, a partir de trechos tirados do contexto de uma carta pública assinada por mulheres francesas, dentre as quais se inclui a atriz Catherine Deneuve. Naquela carta, as francesas deixavam claro que são contra o assédio sexual e que apoiam os movimentos surgidos nos Estados Unidos que denunciam os assediadores da indústria cinematográfica. A partir daí, elas passam a fazer a defesa da liberdade sexual das mulheres, a partir da ótica individual. Resumidamente, elas querem dizer que o que fazem de suas vidas íntimas é problema delas e de cada mulher.

Lamentavelmente, o conteúdo da carta foi retirado do contexto pelos grandes meios de comunicação, em especial no Brasil, onde a manifestação das francesas foi colocada como contraponto ao discurso de Oprah Winfrey no Globo de Ouro, em que a apresentadora denuncia a violência sexual. Assédio nada tem a ver com paquera, embora alguns ignorantes ou mal intencionados tentem fazer essa relação. O flerte é parte dos rituais de relacionamento dos seres humanos. Querer comparar assédio com cantada é de uma desonestidade intelectual tremenda, porque assédio é crime. Aceitar ou não uma cantada, sobretudo uma que ocorre de maneira inconveniente, é direito da mulher. Já o assédio é uma situação distinta, pois sequer é dada à mulher a opção de recusar a investida. Se ela rejeita seu assediador no ambiente de trabalho, por exemplo, poderá ser demitida. Se recusa na rua, acaba sofrendo violência física.

É triste ver pessoas tentando relativizar um problema tão sério, que deixa traumas profundos em milhares de mulheres.

Passando a Limpo - Como cidadã, como a senhora avalia o mandato do prefeito Afonso Macchione?

Deputada Beth Sahão - Deixa muito a desejar, sobretudo porque, no período eleitoral, vendeu à população a falsa ideia de que seu governo atual seria uma reedição das duas primeiras gestões, quando a cidade recebeu dezenas e dezenas de milhões de reais dos governos Lula e Dilma. O que vemos é exatamente o oposto. E pior: para fazer caixa, a prefeitura tem penalizado os mais pobres, seja elevando tributos e tarifas, seja extinguindo importantes programas sociais, como vimos no caso do “Criança, Cidadão do Futuro”, por exemplo. Podemos ainda observar um certo abandono da cidade, que está tomada por buracos e mato alto. Enquanto representante da cidade, estou à disposição para contribuir com aquilo que estiver em meu alcance. Recentemente, consegui a liberação de R$ 100 mil do meu mandato para a Saúde. E apresentei outras emendas visando ajudar a prefeitura e entidades do município.

Passando a Limpo - A senhora realmente tem influência direta nas decisões dos vereadores catanduvenses - como o prefeito Afonso Macchione deixa transparecer - ou as deliberações em plenário são livres e sem prévia discussão entre o partido e seus parlamentares?

Deputada Beth Sahão - O prefeito, infelizmente, está seguindo a mesma trilha de seu antecessor, que adorava culpar os outros por suas próprias falhas. Eu não tenho controle sobre vereador algum. No caso específico dos vereadores do meu partido, eles têm liberdade para atuar de acordo com suas próprias consciências, respeitando nossa democracia interna. Mas, quando isto ocorre – em casos muito pontuais -, é fruto de ampla discussão e não de uma imposição de quem quer que seja. No fim das contas, a palavra final é do vereador, que, mais tarde, terá de prestar conta aos eleitores. Se vereadores se colocam contrários a projetos do prefeito, talvez isso seja um sinal de que as propostas são prejudiciais à população. Em vez de apontar o dedo para os outros, o prefeito deveria buscar meios de melhorar o diálogo com o Legislativo e com o povo.

Passando a Limpo - Atualmente, em quais regiões do Estado a senhora vem trabalhando com proximidades de prefeitos, vereadores e entidades, já visando um aumento de sua base?

Deputada Beth Sahão - Tenho trabalho consolidado em praticamente todas as regiões do Estado. É evidente que minha atuação é mais forte na nossa região, porém me esforço para estar presente em todos lugares onde precisam de meu trabalho. Estamos numa época muito complexa da política, em que as pessoas perderam seus referenciais. Nesse sentido, penso que é fundamental fortalecer nossa atuação onde já temos lastro, por conta do trabalho que desenvolvemos ao longo de todos esses anos.


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

- Oi gente, tudo very well? E o colunismo mais que social - o único que traz aos leitores a quase verdade dos fatos, a versão que todos gostam, começa 2018 desejando a todos vocês que aproveitem o início de ano e se comprometam a não reclamar do Rei Fonsinho. Pois ano passado os pachalenses demonstraram que são ingratos. Nosso Rei amado se esforçou para conseguir o melhor para todos e o que recebeu? Apenas críticas, críticas e mais críticas. E o pior: críticas altamente injustas! Pois podemos ver estampados no rosto de cada pachalense a alegria de estar morando nessa comunidade que progride como jamais se viu. Portanto, nobres senhores e senhoras, o momento é de alegria. O ano novo chegou!

- Alguns integrantes da oposição ordinária andam espalhando nas redes sociais fotos de buracos. Este colunista mais que social foi averiguar a verdade dos fatos e eis uma surpresa. Isso é coisa orquestrada pelos Vignólios. As fotos que estão pela internet, Facebunda e até mesmo aqui no Pastando a Limpo não são da Pachalândia. São montagens espúrias de photoshop. Por sorte, os cidadãos de bens desta nossa sociedade já perceberam a manobra e estão ignorando completamente esta tal oposição que busca apenas conturbar a paz do reino.

- Pois estive pessoalmente na rua XV de Novembro, perto do supermercado Bagunça e vi com meus próprios olhos a qualidade do asfalto. Vejam e comprovem:

- Alguém está vendo algum buraco, alguma ondulação? Claro que não! Por isso mesmo, antes de saírem criticando, melhor averiguar as coisas! Chega de mentiras contra o nosso reino!

- E alguns descontentes continuam criticando o nosso amado rei simplesmente pelo fato de desejarmos uma Pachalândia mais verde! Gente do céu, este colunista mais que social gostaria de saber o que vocês querem da vida! Se corta a árvore é porque cortou. Se não corta, reclama. Estamos concorrendo ao prêmio Município Verde e Azul e para ganhar o título temos que ter um pouco de verde. Ou não? Temos verde em nossa bandeira, e verde é a cor da paz! Por isso, ao invés de reclamar do nosso reinado, plante uma árvore, vá escrever um livro e se conseguir, faça um filho. Mas não fique reclamando pelas esquinas.

- E para emocionar vocês, uma foto da Pachalândia num começo de dia...

- Viram o contraste das cores? O amarelo e o verde unidos? De emocionar, não?

- Well, nesta semana tentaram dar um bicudo no Bicudo lá do Conselho Municipal de Saúde. Ele estava lá quietinho, aprovando as próprias contas, usando vaga de usuário quando chegou a denúncia que estava irregular no cargo. Obviamente que é mais uma tentativa da oposição calhorda em tentar barrar o progresso galopante de nosso reino. Gente, que mal há aprovar as próprias contas? O que vocês queriam? Que ele se auto flagelasse em praça pública, encaminhesse denúncia para o Ministério Público colocando as próprias nádegas no banco dos réus? E todo mundo sabe que a saúde na Pachalândia é referência universal. Ainda mais sob a batuta maravilhosa de nosso amado rei. A saúde pachalense funciona como um relóginho...

- Semanalmente, este colunista mais que social toma um delicioso capuccino com nosso amado rei. Rei Fonsinho demonstra seus grandes projetos para a Pachalândia para os próximos 20 anos. Pois acreditamos puramente que após este primeiros quatro anos o povo irá se revoltar e exigirá que nosso amado permaneça eternamente no cargo. Nada mais justo já que precisamos ter à frente de nosso reino alguém que realmente sabe as necessidades das pessoas de bens. Inclusive, quando escrevo "povo", quero deixar bem claro que considero gente apenas aqueles que possuem pelo menos três carros na garagem, férias na Disney e ar condicionado em todos os ambientes da casa. O restante faz parte da estatística.

- Então, num desses cafés matinais, Rei Fonsinho me mostrava sua coleção de livros administrativos. Entre eles, o clássico:

- Rei Fonsinho me explicou que antes de dormir dá umas folheadas para poder relaxar e ter o sono dos anjos. No dia seguinte, como sempre, acorda com alguma idéia maravilhosa de como conduzir os pachalenses. Mas pensam que as pessoas se comovem com tamanho sacrifício??? Claro que não! Querem sempre mais. Querem saúde, segurança, emprego e até, pasmem, educação! Pois este colunista mais que social é do tempo em que a palmatória fazia parte do material escolar. E quem tinha que comprar eram os pais. Agora, tem criança reclamando de falta de uniforme, de perua, e até mesmo do mato nas escolas. Gente do céu, como vão estudar botânica sem mato? Não sei onde nosso país irá parar...

- Leitor meio afeminado escreve para este colunista mais que social perguntando a respeito de como eu consigo pagar as pequenas despesas do cotidiano. Well, nobre rena. Este colunista dá "consultoria". E o que é "consultoria"? Simples! Consultoria é quando alguém quer ganhar dinheiro sem precisar explicar o que faz. Sendo assim, estando tudo às claras, deixe eu continuar dando consultoria ao nosso amado rei para que a Pachalândia continue avançando para um futuro melhor....snif...snif...snif... até emocionei...

- E no Facebunda é a temporada de vermos fotos de pessoas do baixo clero em suas férias. Coisa linda. Tem que ter praia, tem que ter barriguinha de fora, tem que ter pé na areia, tem que ter cerveja em cima da mesa vermelha na praia embaixo do guarda-sol e todo mundo com cara de feliz. Gente do céu, amigos da nata social. Vocês já viram pessoas de bens colocando fotos de férias? Já viram algum milionário local mostrando onde passa seus dias de descanso? Claro que não, pois isso é coisa de ...P....O....B....R....E.... Se vocês não sabem o que é pobre, procurem no dicionário pois eu é que não vou explicar. Me deu até urticária em escrever sobre isso...

- E a inclusão social continua a todo vapor. Pois isso nos dá a oportunidade de lermos no Facebunda que "o tempo paça", "eu acisto" e "eu incesto que vosses falem a verdade". Coisa linda, coisa maravilhosa. O importante é tentar, não?

- Pastando a Limpo fez 15 anos. Para vocês verem que até as coisas ruins envelhecem...

- Este colunismo mais que social também vai escrever um artigo, com o singelo título: "Não podemos dimensionar a dor de ler esta página..."

- Mas o que tem de festa anos 70, 80 e 90 por aí, não? A velharada está requebrando os esqueletos dançando Menina Veneno...

- Na foto abaixo, foto do cantor Ovelha...

- Pior que isso só a Gretchen, nossa coringa oficial!

- Well, e por hoje é só pessoal. Este colunista mais que social agora vai para o repouso de sua cama, com suas odaliscas. Sabendo que o reino está mais que bem dirigido por Rei Fonsinho. Infelizmente, temos a oposição, o Pastando a Limpo, os Vignólio, a disputada Beth, e alguns nobres edis que ainda não entenderam que legislativo bom é aquele que ajoelha sem reclamar. Mas apesar disso, vamos tocando. Rei Fonsinho aguenta as pancadas. Mas vamos devagar que o coitadinho já está de cabelos brancos. Vamos respeitar o Estatuto do Idoso.

- Beijos no coração de todos. Em especial aos amigos da Rádio Play! Beijos no coração de todos. (Arlindo Gutemberg, requebrando ao som de ABBA)

PARA ENTRAR NA PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG - NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI. DEPOIS, CURTA E SIGA. ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS




PARA SABER MAIS INFORMAÇÕES DE CATANDUVA E REGIÃO:



Tempo e temperatura


Google


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


ENTRE EM CONTATO

(017)

99119-2715

- Não precisa discar código de operadora. É direto!

ou...

(011) - 99118-5007

(011) - 2725-1346

E-mail: arthur007@uol.com.br


PODERES


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (17) 99119-2715. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)



Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Júnior (MTB 26.822) Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (17) 99119-2715, (0xx11) 2725-1346 e (0xx11) 99118-5007. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.