www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

(17) 99119-2715

LEITORES ON LINE


São Paulo, 26 de fevereiro de 2015

Atualizado às 09h10


Cidade

Dentro de uma semana, radares catanduvenses começarão a multar

Os motoristas que trafegam em Catanduva têm mais uma semana de "liberdade total" nas principais avenidas da cidade. A partir do dia 04, quarta-feira, os radares fixos e o móvel que estão em fase de testes na cidade passarão a multar os infratores que trafegarem em excesso de velocidade. São quatro radares fixos e um móvel. Há alguns dias, eles foram avaliados e monitorados por técnicos do Inmetro. Depois, lacrados.

Segundo a prefeitura, foi feito um estudo para avaliar o trânsito no município e constatou-se que os índices de acidentes e mortes são altos. Foram mapeadas várias áreas da cidade, num trabalho conjunto com a Polícia Militar, se chegando à conclusão que as avenidas José Nelson Machado, Orlando Zancaner, Teodoro Rosa Filho e Olímpia deveriam receber o equipamento. As três primeiras têm limite de velocidade 60 km/h, e na avenida Olímpia é de 40 km/h.

O governo garante que a intenção não é criar uma fábrica de multas, mas salvar vidas.

Os vereadores da oposição foram contra a instatação de radares e tentaram barrar o processo de licitação, mas não se constatou qualquer irregularidade nos editais publicados.

Caro amigo motorista catanduvense.

Se você sabendo onde tem os quatro radares, devidamente sinalizados, com ampla divulgação de local e limite de velocidade, levar multa, merece não apenas os pontos na carteira, mas apanhar no bumbum.

É mel na chupeta respeitar os limites de velocidade. E se for multado, não adianta reclamar.

Esta é a opinião do site Passando a Limpo.


Política

Vereadores aprovam relatório de CEI da Merenda; oposição e situação igualam forças

Os vereadores da Câmara Municipal de Catanduva aprovaram - por 7 votos a 4 - o relatório da CEI da Merenda que apontou irregularidades cometidas na administração Geraldo Vinholi na aquisição de produtos alimentícios no início de seu mandato (2013). Essa foi mais uma derrota política do prefeito dentro do legislativo, que agora - mais uma vez - terá que estudar se arquiva o relatório na área política e o encaminha para o Ministério Público ou se determina um improvável afastamento do prefeito. Vinholi tem maioria na Comissão de Justiça e Cidadania, área onde o relatório da CEI da Merenda foi encaminhado após aprovação em plenário.

Será esta comissão, que tem Luis Pereira e Marcos Crippa como integrantes, que definirá o futuro do relatório da CEI.

Na prática, o desgaste é político. O prefeito não teve forças, no momento, para fazer com toda sua base aliada votasse a seu favor. Alguns vereadores decidiram não confrontar o relatório da CEI. Vinholi teve a seu favor os votos de Cido Verdureiro, Ari Enfermeiro, Luis Pereira e Marcos Crippa. Julinho Ramos votou a favor do relatório e o vereador Vado encontra-se afastado por problemas de saúde. José Alfredo, Careca, Amarildo Davoli, Nilton Cândido, Wilsn Paraná e Cidimar Porto votaram contra o prefeito.

Atualmente, a divisão de forças dentro da Câmara está praticamente igualada. José Alfredo e Careca, que chegaram a votar com Vinholi em algumas ocasiões, têm se aproximado da oposição. José Alfredo tem dito pelas esquinas que irá realizar um abaixo assinado para afastar Vinholi e Careca parece se mostrar ainda ressentido por seu afastamento da Vila São Vicente, que ele credita ao governo.

Assim, oposição e situação têm seis vereadores em cada ala política.

Apesar do estardalhaço que alguns meios da oposição eletrônica estejam fazendo, no momento não há uma possibilidade real do prefeito Geraldo Vinholi ser afastado ou cassado. A comissão que analisará e decidirá o rumo dos relatórios que lhe foram desfavoráveis - tanto da CEI do Lixo quanto da Merenda - é composta por dois braços fortes e aliados: Marcos Crippa e Luis Pereira. Enquanto as CEIs foram recheadas de opositores, as comissões são formadas por aliados. Assim, na prática, a vida política catanduvense continuará seguindo o seu rumo.

Por outro lado, é inegável que o desgaste político do prefeito alcançou patamares jamais vistos na cidade. Por maiores que foram os problemas enfrentados por outras administrações, em nenhum momento ocorreram desdobramentos tão drásticos. Relatórios de CEIs que pedem a responsabilidade administrativa, e também criminal, do prefeito foram aprovados em plenário. Morrerão nas comissões, mas já existe na cidade - principalmente nas classes menos esclarecidas - a disseminação do boato que o prefeito pode ser cassado e será breve. O braço de comunicação da oposição, redes sociais e emissora de televisão ligada ao Partido dos Trabalhadores, está fazendo muito bem o seu papel.

Atualmente, o prefeito está com todas as suas forças voltadas para o combate da dengue. Diariamente, acompanha equipes pelos quatro cantos da cidade em busca de imóveis vazios e focos do mosquito Aedes Aegypti. Mas a sua displicência não ocorre neste momento, mas anteriormente ao não acreditar no poder real da oposição. Vinholi pecou numa auto-confiança exagerada e aceitou passivamente que duas comissões fossem montadas forradas de opositores ferrenhos. Mesmo contestando os relatórios judicialmente, e processando todo mundo, o prefeito tem o desgaste político da propagação da crise institucional. E a sequência de apresentação de relatórios foi fatal: em duas semanas, dois relatórios mortíferos aprovados.

Não há como saber se existe algum meio de Vinholi voltar a controlar a Câmara e isolar os quatro opositores. Talvez, as ações judiciais possam fazer algum efeito, mas com a chegada de dois novos vereadores (Careca e Zé), o grupo possa ganhar algum fôlego extra. Por outro lado, até onde irá realmente a oposição desses dois edis? Apesar de José Alfredo praticamente agir como pré-candidato a prefeito, ele sabe que ainda é cedo para todas as definições de 2016, e Careca ainda não teve uma ruptura completa com o gabinete.

Enfim, tudo junto e misturado, sobe 9, desce 6, é melhor o prefeito se debruçar um pouquinho sobre a área política da Câmara Municipal. Pois numa dessas, um único voto - dependendo de onde vem - poderá ser fatal.

Esta é a opinião do site Passando a Limpo.







Caro Arthur,

as lâmpadas do quarteirão da rua Olávio Serpa ja foram acesas, quero agradecer a você e seu site por este espaço, e o engenheiro marcos e sua equipe da elétrica pela rápida prestação de serviço, os moradores da rua...

Abraços

Leitor


É só clicar

"Ok, estive pensando em cada um de vocês. Após o terceiro nome, caí no sono e perdi a hora. Abraços..."

"No lugar em que estou almoçando está passando um video Disco dos anos 70. Você fica torcendo para entrar alguém metralhando o conjunto.."

"Você, com certeza, já deve ter recebido e-mail de alguém lá da África dizendo que precisa depositar em algum lugar uma grande soma em dinheiro. Você sabe que é um golpe, mas não sabe como funciona. É simples. Se você mandar seus dados, vai começar a ter uma "amizade" com esta pessoa, que pode se desdobrar em um relacionamento amoroso virtual. Aí ela lhe diz que enviará para você uma considerável soma em dinheiro. Passados alguns dias, recebe telefonema de alguém da alfândega, dizendo que receberam um malote de dinheiro, em seu nome, mas para a liberação é necessário pagar umas taxas. As tais taxas chegam até a R$ 50 mil. Como você está doido para colocar a mão no milhão de euros, acaba depositando. Uma outra variante é um namorado estrangeiro que lhe enviará um presente, também preso na alfândega, que pedirá o pagamento das taxas para a liberação do anel de diamantes. Ou seja: fuja dessa ladainha..."

"Você pode contar uma mentira 100 vezes. Pode até convencer as pessoas. Mas jamais ela se transformará em verdade. Continuará sendo uma mentira."

PARA LER ARTHUR GODOY JUNIOR NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI


Legislativo

Câmara aprova projeto de José Alfredo que libera bar da rua Maranhão para vender destilados

A Câmara Municipal aprovou na última terça-feira o projeto apresentado pelo vereador José Alfredo autoriza estabelecimentos comerciais da rua Maranhão - entre a avenida São Domingos e a rua Paraiba - a vender bebidas destiladas, a tradicional pinga. Lei em vigor na cidade proíbe a venda de destilados naquele setor, que engloba o mercado municipal. A cerveja está liberada, mas a pinga não.

Segundo o vereador, que apresentou modificações na lei para liberar a pinga, alguns comerciantes - mais especificamente um, localizado no número 219 - estava sendo prejudicado com a lei aprovada. Para José Alfredo, os comerciantes do lado esquerdo da rua Maranhão (número ímpar), devem ter o comércio liberado da proibição, que valeria apenas para o lado direito - onde está o mercado.

A proposta foi aprovada por maioria dos votos, já que alguns vereadores foram contra essa liberação.

O que muito se comenta é que a região começou a se degradar com a presença de prostitutas, que estariam se aproveitando de homens embrigados. Assim, proibindo a venda de pinga (destilados), haveria um certo controle da situação.

Caso as mudanças sejam aprovadas e sancionadas pelo prefeito Geraldo Vinholi, os comerciantes da rua Maranhão - lado esquerdo - não sofrerão mais penalizações.


Rick & Renner

- O Zé é o cara...

- Vou até beber uma para comemorar...


Legislativo

Crippa solicita melhorias em campo de futebol do bairro Km 7

O vereador Marcos Crippa (PTB) encaminhou indicação ao prefeito Geraldo Vinholi (PSDB) solicitando melhorias no campo de futebol situado no bairro Km 7, após ser procurado pelo munícipe Ércio Savato, o Quinho.

Segundo o parlamentar, é de extrema importância investir no bairro para garantir o bem-estar e o lazer das pessoas que ali residem.

"Por esse motivo, pedi para que a municipalidade coloque alambrado no campo de futebol, principalmente atrás das traves de gol, bem como em volta dos vestiários, fechando-os com portão, uma vez que vândalos estão adentrando e danificando o local", explica.

Crippa ainda solicitou que seja trocada a cobertura dos vestiários, que se encontra deteriorada.

(Florence Manoel)


E num tá bão?

Fernando Galhardo também está com dengue. E foi atendido numa das unidades médicas da cidade. Foi visitado pelo prefeito Geraldo Vinholi. E reclamou de não ter recebido a visita do vereador Nilton Cândido. Galhardo é conhecido pelo bordão "E num tá bão"? Pelo jeitão, num tá bão não...


Política

Wilson Farizatto volta ao PSDB e auxiliará Vinholi

Após anos de separação, Wilson Farizatto e o PSDB de Catanduva fizeram as pazes. O ex-presidente da legenda tucana na cidade, confirmou nesta segunda-feira sua volta ao partido. E mais: estará auxiliando diretamente o prefeito Geraldo Vinholi em ações do governo. A volta de Farizatto ao PSDB foi costurada há algumas semanas, tendo como interlocutório o coordenador regional do PSDB, Marco Vinholi. Segundo o coordenador, "a volta de Farizatto traz muita alegria ao partido e demonstra a confiança de que o PSDB se fortalece a cada dia".

Farizatto deixou o PSDB e o governo logo no início da gestão Vinholi, indo para o PDT do advogado Wilton Carvalho. Mas isso não durou muito tempo, já que Farizatto saiu do partido e passou a colaborar de maneira informoum com candidatos da legenda tucana.

Na semana passada, o ex-presidente já era visto no gabinete do prefeito.


Na calçada

BOM DIA ARTHUR,

SOU MORADORA DA RUA SÃO CARLOS,E TODA VEZ QUE TEM CULTOS NA IGREJA RAIZ DE DAVI OS FREQUENTADORES USAM A CALÇADA COMO ESTACIONAMENTO PARA SUAS MOTOS,IMPOSSIBILITANDO A PASSAGENS DOS PEDESTRES,SENDO QUE TEM ESPAÇO NA RUA PARA COLOCAREM AS SUAS MOTOS.

GOSTARIA QUE PROVIDÊNCIAS FOSSEM TOMADAS...OBRIGADA

ATT. ANA PAULA


Opinião

Ladrão de carteirinha

Arthur Godoy Júnior

Diariamente, todos nós tomamos conhecimento de notícias veiculadas por este Brasil afora a respeito da utilização indevida de bens públicos, assessores políticos que se envolvem em confusão e crimes, escândalos, desvios, e isso me faz pensar sobre a cultura brasileira envolvendo correligionários partidários, apoiadores de campanha eleitoral, nomeações e como alguns políticos de meia pataca se portam quando ocupam uma função pública.

E chego à uma triste conclusão.

A vitória nas urnas de determinado partido ou coligação, para os pilantras, é a garantia de quatro anos de total desleixo, abuso e desrespeito com o dinheiro pago pelo contribuinte. A eventual prestação de serviço para a comunidade se transforma num "emprego", de preferência com salários altos e total liberdade de ação. Como a prática de poucos acaba manchando muitos, a exceção vira regra e cargos de confiança passam a dar a insígnia de "ladrão de carteirinha" a aproveitadores e pessoas sem o mínimo caráter para ocupar um posto público.

Na formação de uma chapa partidária, entram gregos e troianos. Quando dizem querer ajudar a cidade, trabalhar para a população, na realidade buscam apenas uma renda fácil. Na vitória, passam a exigir nomeações e quando elas ocorrem, se transformam num aval amplo e irrestrito para o uso da máquina pública em seus interesses pessoais. Não batem cartão de ponto, não têm função definida, e ficam o dia inteiro "fazendo política" ou cuidando de assuntos que passam ao largo da administração. Como são os chamados "cargos de confiança", aproveitam deste nobre título até mesmo para praticarem assédio moral dentro das repartições.

Mas nem todos são vagabundos ou politiqueiros. Conheço pessoas que realmente foram nomeadas e enquanto estiveram na administração, honraram seus cargos - realmente trabalhando. Não foram vistos para cima e para baixo, cuidando de política ou resolvendo assuntos particulares. Na administração Macchione, a porteira foi aberta e entraram santos e profanos. Em seis meses, o então prefeito passou um facão, cortando a cabeça da maioria deste pessoal. Na época, houve injustiças, mas alguns realmente levaram um pé na bunda com todo o louvor e merecimento. Na administração Vinholi, que também abrigou vários partidários e agregados, aos poucos estamos vendo uma desintoxicação moral. Ganham a administração e o governo.

Existe a necessidade das pessoas terem uma consciência de que o emprego público carrega suas responsabilidades. Não sou contra cargo de confiança desde que exercido por gente comprometida com a população. A política é algo que está no sangue do ser humano e bem aplicada é a melhor solução para tantos problemas de uma cidade. Mas não se pode confundir política com politicagem, assessor com cabo eleitoral, ou funcionário nomeado com ladrão de carteirinha. Pois toda essa turma passa, mas os funcionários de carreira ficam. E eles, mais do que ninguém, sabem o que uma carta branca deste naipe nas mãos de uma pessoa sem escrúpulos pode acarretar.

Para aqueles que realmente trabalham - no Executivo ou Legislativo - por favor, não se sintam atingidos por este artigo. Vocês merecem todo o meu respeito, dos cidadãos e contribuintes. Mas para o resto, que entraram na máquina pública como se estivessem subindo num poleiro - alguns já despencaram - espero que jamais voltem a ocupar um cargo que não seja o devidamente concursado. Torço para que não retornem à administração pública, seja por nomeação ou pior, pelo voto popular. A cidade não precisa de sangue-sugas irresponsáveis. A população não merece carregá-los nas costas e faço votos para que um dia as regras de nomeações realmente sejam rígidas.

E que as portas públicas não se transformem como aquela piada da igreja, onde o cachorro entra por estar aberta.

A credencial é para trabalhar e não para roubar.

Um grande abraço a todos.


Cidade

Catanduvenses reclamam de leituristas da SAEC

Na última sexta-feira, 20, o site Passando a Limpo recebeu telefonemas de leitores da região do Jardim Vertoni, São Francisco e antigo Sicopã (Jardim Bela Vista). A reclamação foi a mesma: erros que estariam sendo cometidos por leituristas da SAEC, que estariam mensalmente errando na leitura dos hidrômetros, para posteriormente - na correção - alcançarem o limite de cobrança de esgoto. Segundo uma leitora, no mês passado teria ocorrido uma leitura menor e na correção, o acúmulo fez com que a conta atingisse uma faixa maior. Resultado: sua conta praticamente duplicou.

Os valores cobrados na água catanduvense - segundo várias reclamações - estão acima do suportável. Há contas que ultrapassam R$ 1.000,00 (com as correções), e em casas onde não existem vazamentos. O valor da tarifa de água na cidade, com esgoto, chega a assustar. Alguns garantem que são poucos que conseguem se manter na tarifa social.

A SAEC vem negando irregularidades nas leituras e têm orientado os contribuintes a procurarem a sede do órgão.


Saúde

Funcionários do UPA acusam José Alfredo de perturbação do sossego; vereador fala em omissão de socorro

Funcionários da Unidade de Pronto Atendimento de Catanduva (UPA) e o vereador José Alfredo entraram em conflito na última semana. O vereador esteve na UPA onde teria criticado a forma como os pacientes estariam sendo atendidos. Por outro lado, anunciou aos pacientes que iria realizar um abaixo assinado para cassar o prefeito Geraldo Vinholi no que ele chama de "negliência, imperícia e imprudência" no trato da dengue na cidade. Câmeras de vigilância teriam flagrado o vereador em sua "palestra" aos pacientes que aguardavam o atendimento.

A guarda municipal foi chamada, registrando o fato. Há informações de que um boletim de ocorrência teria sido registrado - por orientação do departamento jurídico da prefeitura.

O vereador informou que o que ocorre na cidade é "omissão de socorro" e pretende responsabilizar os "culpados".


Quem avisa, amigo é....


Política/Economia

Deputado Sinval Malheiros tem a chance de conseguir R$ 10 milhões para Catanduva

O médico e deputado federal catanduvense Sinval Malheiros terá até a próxima quinta-feira, 26, a oportunidade de conseguir apresentar emendas no valor de R$ 10 milhões para a cidade de Catanduva. Esse é o limite estipulado por lei para cada deputado e o prazo vence nesta semana. Este valor - caso seja solicitado pelo deputado - será encaminhado já em 2015. O detalhe é que as emendas apresentadas têm que ser liberadas pelo governo federal pois são as chamadas "impositivas".

Essas emendas são os recursos indicados por deputados e senadores para atender a obras e projetos em pequenos municípios. A proposta estabelece que o presidente da República pode ser processado por crime de responsabilidade caso não cumpra o Orçamento aprovado.

Antigamente, o orçamento federal tinha o caráter autorizativo, com o governo não sendo obrigado a seguir a lei aprovada pelos parlamentares. Cada deputado poderia apresentar emendas no valor de R$ 15 milhões, mas com a mudança, isso caiu para 1% da receita corrente líquida, algo em torno de R$ 10 milhões.

Por enquanto, o deputado não se pronunciou oficialmente sobre os valores destinados à Catanduva. Ele poderá apresentar emendas beneficiando outros municípios. Neste caso, a cidade teria que dividir o bolo com outras prefeituras.

Praticamente 50% de seus votos foram conseguidos através de eleitores catanduvenses.


Polícia

Por ofensas, oposição terá que depor na Delegacia Seccional

Os vereadores Amarildo Davoli, Nilton Cândido, Cidimar Porto, José Alfredo e Wilson Paraná foram convocados a depor na Delegacia Seccional de Polícia de Catanduva. O presidente do legislativo, Daniel Palmeira, recebeu ofício solicitando a apresentação dos parlamentares que serão ouvidos em dois inquéritos. O mais recente, 001/2015, teria sido solicitado diretamente da promotoria pública da cidade. Eles serão investigados por eventual crime contra a honra por pronunciamentos realizados na tribuna do legislativo e também em canais de comunicação. As vítimas são membros do governo municipal, entre eles, o prefeito Geraldo Vinholi.

Após ouvir os vereadores e as testemunhas, a polícia encaminhará o inquérito policial à Justiça. Caso se comprove que o alegado na tribuna e nos demais canais seja mentira ou tenha ocorrido excessos, poderão ser processados por injúria, calúnia e difamação.

Praticamente toda a oposição foi convocada. O vereador Careca, que ultimamente vem criticando o governo e votando com os demais vereadores, não foi arrolado na ação. Na realidade, apesar das críticas, o vereador do Solidariedade não partiu para as ofensas pessoais. No caso de Davoli, Nilton Cândido e Cidimar, por exemplo, há inclusive a propagação - através das redes sociais - de ataques contra o prefeito.

O inquérito não faz parte da "tolerância zero" anunciada por Vinholi, sendo uma ação paralela apresentada pelo MP. Há alguns dias, a promotoria da cidade teria se irritado com a inércia do vereador Cidimar Porto, que apresentou uma ação popular mas não teria atendido às convocações realizadas. O Ministério Público chegou a emitir ofício solicitando que o vereador apresentasse maiores informações sobre o arrolado na ação, citando que o mesmo estava "inerte".


ELEIÇÕES SIMCAT

CHAPA 1

Caro Arthur

venho através deste, solicitar ao querido amigo e a este importante orgão de comunicação " PASSANDO A LIMPO!, a veiculação da CHAPA 1 ( POSIÇÃO) encabeçada pelo atual presidente do SIMCAT ROBERTO JOSE DE SOUZA. Na condição de assessor de imprensa do mesmo comunico que: A chapa 1 é formada por funcionários, sendo que todos os mesmos preenchem os requisitos para poderem participar de uma eleição sindical, em conforme com o estatuto da entidade.

PROPOSTA DA CHAPA 1 - transparência e responsabilidade SINDICAL - continuidade de todos os processos de melhorias trabalhistas e pedidos já em andamento votados em assembléias anteriores decididas nos dissidios da categoria. Dar continuidade a estruturação da entidade como: construção da SEDE PROPRIA, CONTRUÇÃO DA CLINICA DENTARIA E FISIOTERAPIA COM PISCINA AQUECIDA, FINALIZANDO COM A INSTALAÇÃO DO PLAY GRAUD PARA AS CRIANÇAS. Enfim, a CHAPA 1, tem como meta a qualidade de vida pessoal e famíliar de cada funcionário, bem como o apoio e luta total das reivendicações dos servidores municipais, EM RELAÇÃO A VENCIMENTOS SALARIAIS E DIREITOS TRABALHISTAS.

CHAPA 1 - PRESIDENTE - Roberto Jose de Souza - VICE PRESIDENTE - Joviano Ledier de Morais - SUPLENTE - Erasmo Cesar Barcelos

DIRETOR ADMINISTRATIVO - Isabel Cristina Pereira - SUPLENTE - Lúcia Helena Vinhático de Britto

DIRETOR TESOUREIRO - Paulo Borguetto - SUPLENTE - Gilson Gil

DIRETOR DE COMUNICAÇÃO - Jair Lopes - SUPLENTE - Antonio Carlos Rangon

CONSELHO FISICAL - 1 - Pedro Antonio Valle Cerose - SUPLENTE - Vitor Moreli

2- Sueli de Freitas Santos Cury - SULPENTE - Mauricio Lubeno

3 - Dioraci Boian - SUPLENTE - Ademir Caniato

DELEGADO FEDERATIVO - Jose Carlos Zorneta - SUPLENTE - Fábio Volpi Ribeiro da Silva

DELEGADO CONFEDERATIVO - Rosimara Cristina Viveiros Turin - SUPLENTE - Jose Eduardo Silva


CHAPA 2

A "Chapa 2 - Renovação e Ética" foi criada em virtude de um forte anseio de mudança em relação à atual política sindical dos SIMCAT, problemas como falta de representatividade, achatamento salarial, continuísmo e falta de comprometimento com as questões inerentes ao funcionalismo municipal nos levaram à montagem desse grupo. Buscamos um sindicato que esteja mais próximo de questões cruciais do funcionalismo e que possa buscar um diálogo mais constante na busca de propostas e soluções que tratem da valorização profissional e humana dos seus associados, os quais encontram-se em grande maioria desfiliados e insatisfeitos com o atual direcionamento do SIMCAT. Salientamos que nossa chapa não tem qualquer vínculo com a administração e nem tampouco com a atual diretoria do sindicato, buscamos um sindicalismo moderno e independente que esteja comprometido com a transparência e que facilite o acesso a todos os municipiários, inclusive na hora de escolher os seus representantes e tratar das negociações junto ao prefeito. Reiteramos o nosso compromisso de combatividade, ética e participação de toda a categoria na busca de melhores horizontes. Seguem a composição de nossa chapa e algumas de nossas propostas.

Diretor Presidente - Maurício Ribeiro

Vice Presidente - Márcia Aparecida Chaves Suplente - Ana Paula Aredes

Diretora Administrativa - Fabíola Correia de Melo Suplente - Marcos dos Santos

Diretor Tesoureiro - Daniel Alexandre dos Santos Souza Suplente - Agnaldo Jesus dos Santos

Diretora de Comunicação - Eloá de Castilho Suplente - Vera Lúcia de Campos Garcia

Delegado Confederativo - Paulo César Pereira Suplente - Maferson Lucas Romão

Delegado Federativo - Leoni Aparecido de Oliveira Suplente - Benedito Francisco Simão

Conselho Fiscal 1º Titular - Antônio Carlos Bocchi Fernandes Suplente - Maria Inês de Oliveira 2º Titular - Marcos Luiz Crossariol Suplente - Benjamin Dias Pedroso 3º Titular - Camilo de Lelis Alves Suplente - Fátima Cristina Soares de Oliveira

Suplentes dos Suplentes Diomar Pilo Valdir Inácio dos Santos Aparecida Donizete de Souza Carneiro Francisco Benedito Pereira de Sá Paulo César Martino



Propostas

- Atuação e presença do sindicato no dia-a-dia dos servidores, para evitar problemas como desvios de função, assédio moral, sobrecarga de trabalho, problemas que prejudicam o desempenho e a saúde dos trabalhadores; - Reestruturação salarial e plano de carreira, para buscar a valorização do servidor e ascensão salarial, combate à criação indiscriminada de cargos comissionados, pois os mesmos vêm onerando a folha salarial e causando o achatamento dos salários dos servidores efetivos; - Racionalização e exclusividade do uso das dependências e serviços oferecidos pelo SIMCLUBE, para que os servidores possam de fato usufruir daquilo que é seu, sem ter que disputar espaço com não municipiários, como ocorre no uso do salão de festas; - Implantação de uma farmácia popular no Sindicato, com medicamentos a preços acessíveis aos servidores; - Criação de um portal de internet para que os servidores possam acessar e realizar agendamentos de serviços, inclusive dos salões de festas, gastos, receitas e balancetes do sindicato, sendo uma espécie de portal da transparência. Nesse portal os servidores poderão tirar dúvidas, fazer sugestões e até expor problemas da categoria que i sindicato deve resolver, tudo isso com privacidade e sigilo; - Reavalição de horários de funcionamento e ampliação do atendimento jurídico, para atender em horários distintos aos de trabalho e poder prestar maior atenção às questões jurídicas dos servidores municipais.


















CHAPA 3

Bom dia Arthur.

Venho através de este enviar-lhe as nossas propostas e meus esclarecimentos aos associados. Devido a muitos rumores maliciosos plantados entre os associados, gostaria que priorizasse os esclarecimentos.

Esclarecimentos:

Foi veiculado nos departamentos da Prefeitura que a minha candidatura era um jogo de cena para tentar desmontar tentativas de montagem de outras chapas. Isso é a mais pura inverdade e tentativa de iludibriar e tentar denegrir com minha pessoa e a chapa cuja qual faço parte e é formada de pessoas de boa índole e caráter. Sai da atual diretoria por que não estava satisfeito com a forma que o SIMCAT esta sendo administrado, sem representatividade, sem exclusividade ao associado e totalmente estagnada e com um Presidente que não deixa quem tem capacidade trabalhar. Fiz valer o direito da democracia e tentar buscar o direito de tentar fazer mais por uma categoria que merece atenção. Acredito já ter demonstrado aos associados que sou merecedor, pois nos últimos anos tenho tentado lutar por eles, mesmo com as delimitações de meu cargo e falta de respaldo do presidente, estando à frente das melhores conquistas que o SIMCAT obteve nos últimos anos.

Quero aproveitar do espaço aberto pelo SITE, para desmentir outros dois fatos que estão sendo noticiados de forma leviana:

· Primeiro, que se a CHAPA da situação perder a eleições as ações de insalubridade irá acabar. Isso é pura maldade, pois em primeiro lugar isto é um direito dos funcionários e ninguém pode acabar com isto e em segundo lugar, fui eu que trouxe a minuta do processo de insalubridade para o SIMCAT. Posso garantir que vamos tentar agilizar essas ações, ao contrario da morosidade que existe hoje.

· Segundo, com relação à Rede de Farmácias que estamos apresentando como convenio, estão veiculando que é uma farmácia pequena e ruim, mais uma inverdade com o intuito de denegrir nossa imagem; a Rede de farmácia que já temos um acordo, conta com 12 lojas, sendo 11 farmácias e 1 laboratório de manipulação ao contrario da atual que só tem 1 loja, a Rede de farmácia que temos um acordo, conta com estoque e preços competitivos de mercado, ao contrario da atual que não tem estoque e acresce valores percentuais nas vendas a prazo aos associados do SIMCAT, a Rede de Farmácias que temos um acordo tem lojas 24 horas, coisa que a atual não tem; entre muitos outros benefícios.

Nossos Projetos

Além de manter os bons trabalhos desenvolvidos atualmente pelo SIMCAT (como por exemplo: atendimento odontológico com convenio e custeio de 50% para próteses), temos a intenção de buscar mais e maiores melhorias para os associados. Temos a preocupação de transformar esta entidade em um Bem único e Exclusivo dos nossos associados e baseados nessa idéia, queremos oferecer:

Na Sede:

- Aumentar o Horário de atendimento do departamento Jurídico, funcionando nos dois períodos do dia e todos os dias da semana;

- Manter a sede aberta no horário de almoço e ampliar o horário até as 18:00 horas;

- Ampliar os benefícios do Consultório Odontológico;

- Formar uma comissão junto a cada categoria, para discutirmos as necessidades de cada local de trabalho, buscando sempre mais qualidade aos nossos associados;

- Tentaremos buscar novos convênios para facilitar o dia a dia de nossos associados;

- Uma nova Sede, própria e digna desta categoria, para melhor atende-los;

- Entre outras melhorias que se fizerem necessárias e de acordo as necessidades dos associados.

No Clube:

- Salão de Festas alugado apenas para os Associados, não mais particular;

- Salão de beleza aos nossos associados;

- Horários de funcionamento das atividades físicas (Natação, Hidroginástica, Academia, etc.) condizente com o horário de trabalho de nossos associados;

- Tentaremos implantar fisioterapia;

- Tentaremos implantar Pilat´s;

- Realizaremos torneios (Futebol, truco, etc.), Bingos para trazermos união a está linda família que é o funcionalismo público;

- Faremos uma escola de esportes para os filhos de nossos associados;

- Faremos convênios com empresas de turismo, para podermos oferecer aos nossos associados: colônias de férias, excursões;

Além de todas estas pretensões queremos os associados juntos a nós dando sugestões do que mais necessitam ou querem para melhorar cada vez mais nosso SIMCAT. Por isso pedimos aos associados o VOTO de CONFIANÇA:

CHAPA 03 "RUMO AO FUTURO"

Presidente: Edmilson Reynaldo Trida Júnior - Educação/SIMCAT

Vice-Presidente: Ademar Dias Mendonça - Aposentado

Suplente: Décio Bassaneti - Assistência Social

Diretor Administrativo: Gislaine Andreza Riva - Saúde

Suplente: Marco Antônio Rodrigues - Fiscal

Diretor Tesoureiro: José Roberto Setin - Prédio/Educação

Suplente: Odete de Vietro - Pátio de Serviços 1 - Obras

Diretor Comunicação: Rogério Alves Aguiar - Trânsito

Suplente: Benedito Emanuel da Costa - GCM

Conselheiro Fiscal: Jurandir Crivelari - Frota

Suplente: Luciana de Figueiredo Capelli - Poseti

Conselheiro Fiscal: Expedito Soares Júnior - GCM

Suplente: Luciano Moreira Pinto - Vigia/Prédio

Conselheiro Fiscal: Valmir Lança dos Santos - SAEC

Suplente: Carlos Alberto Zancheta - Assistência Social

Delegado Federativo: Flavio Cabrera Vera - Central Ambulância

Suplente: Carmen Lucia Toldo - CAIC

Delegado Confederativo: Gusatvo Costa Soares - GCM

Suplente: Cleber de Souza Siqueira - Pátio de Serviços 2 - Obras


CHAPA 4

A PALAVRA DO CANDIDATO A PRESIDENTE SR. REGINALDO GARISTO

Entendemos que nenhuma pessoa ou grupo pode se intitular “dono do Sindicato”. O SIMCAT- somos todos nós! É um patrimônio do Funcionalismo Público Municipal.

“A eleição decide quem representará o funcionalismo público pelos próximos cinco anos, há muitos insatisfeitos com o atual Presidente do SIMCAT no poder a 20 anos, prova disso é o baixo número de funcionários hoje sindicalizados”. Precisamos de mudanças e o servidor sabe disso, acreditamos que estes votarão conscientes e farão uma renovação frente ao SIMCAT·····”.

CONCORREMOS POR NÃO CONCORDAR COM A POSTURA DA ATUAL DIREÇÃO DO SIMCAT COMO:

Cobrança de taxa de limpeza do SimClube quando você solicita o salão de festas para um aniversário de seu filho ou filha, isso se você conseguir uma data, o que é quase impossível em nossa gestão não haverá taxa de limpeza.

Nossos filhos maiores de 18 anos atualmente estão proibidos de frequentarem o SimClube que é mantido com a o nosso dinheiro, nossas contribuições. Em nossa gestão filhos de sindicalizados terão permissão para se associarem ao SIMCLUB, sem cobrança de taxa extra.

Estamos com valor do cartão alimentação defasados sem aumento real, nossa diretoria lutará pela atualização do cartão alimentação anualmente.

A Diretoria atual não atua para tirar da Gaveta nosso Plano de Carreira e Reestruturação do Funcionalismo nossa diretoria atuará e tornará realidade o Plano de Carreira e Reestruturação do Funcionalismo.

Somos contra a utilização do SIMCLUB por pessoas que não sejam Funcionários Públicos Municipais em nossa gestão o SIMCLUB será utilizado somente pelos servidores, cônjuges, e seus filhos e dependentes.

Atualmente o SIMCAT possui um Presidente inoperante frente à categoria com 20 Anos de mandato não satisfazendo a necessidade atual de atuação, nosso candidato à presidente é dinâmico e jovem e lutará incessantemente pela classe dos servidores públicos municipal.

Só hoje a atual gestão, (frente ao SIMCAT há 20 anos) em busca de mais uma reeleição enfatiza em panfletos “eleição com transparência e responsabilidade", isto seria sempre sua responsabilidade de gestão, nossa chapa terá Gestão de Transparência e Eficiência em todas as ações do SIMCAT: - Essa é uma determinação antecipada a “todos os membros”.

“CHAPA UNIÃO DE TODOS" “Lutar pela defesa e ampliação dos direitos dos Servidores Públicos Municipais de Catanduva, mantendo a confiança e melhoria contínua da gestão, superando as expectativas dos trabalhadores. Valorização do funcionalismo, em termos salariais, aprimoramento profissional, oferecendo Serviço Público de Qualidade a População, avançar sempre com a Participação de Todos”.

CONHEÇA NOSSAS PROPOSTAS:

01-Defender a manutenção de todo funcionalismo público de Catanduva;

02-Propor ao Poder Executivo Municipal a revisão do Plano de Carreira do Magistério, conforme estudos realizados pela categoria, bem como criação de plano de carreira de outras categorias de servidores;

03-Defender os aposentados quanto os seus direitos previdenciários;

04-Garantir a negociação de reajustes salariais, considerando as perdas e ganhos reais;

05-Negociar, anualmente, o reajuste do Cartão-alimentação;

06-Assegurar a participação de representante (s) dos servidores nos diversos Conselhos Municipais, no exercício pleno da cidadania;

07-Lutar pela Reforma Administrativa de Cargos e Salários;

08-Criar Projetos para servir, os funcionários em cursos oferecidos, conforme interesses dos servidores;

09-Manter e ampliar os convênios existentes;

10-Assessorar, juridicamente os servidores públicos municipais, em outras demanda judiciais, além das trabalhistas;

11-Participar e promover campanhas solidárias;

12-Realizar campanhas para o ingresso de novos sócios, fortalecendo ainda mais o SIMCAT;

13-Reivindicar o adicional de insalubridade, de risco de vida ou de periculosidade para os servidores que ainda não tem este direito e está exposto a estes agentes, atuar e prevenir casos de desvios de função;

14-Prestar esclarecimentos aos servidores sobre seus direitos e deveres;

15-Buscar sugestões junto à categoria, para melhorar os serviços oferecidos pelo SIMCAT;

16-Automação da Gestão (Dados e Segurança);

17- Disponibilizar dados de Gestão aos sócios;

18-Campanha de filiação permanente meta 100% filiação;

19-Criação de gestão participativa via dados (Internet);

20-Criação de paginas e sites;

21-Ampliação na área de convênios (Odontológicos, Educativos e Culturais (Escolas Inglês, Creches), Beleza e Saúde da Mulher, Colônias de Férias (Praias), Clubes de Campo e Lazer da Região);

22-Nova forma de locação da sede social pelo associado, preços módicos e diferenciados conforme tempo de filiação;

23-Criação de agenda de eventos sociais, culturais, lazer e esportes períodos anuais;

24-Sistema de atendimento e programação de eventos para Terceira Idade, incluindo logística;

25-Estudos de modelos de Sistemas Cooperativos aos sócios;

26-Agenda especial para aniversários e festas sociais dos sócios com antecipação;

27-Criar sistema logístico para atender demanda do clube e sócios (aquisição de veículos);

28-Criação do Espaço Criança para eventos e férias;

29-Estudo de Creche Própria e Casa de Apoio aos filhos dos sócios;

30-Aquisição de Clube de Campo Próprio (ou convênios);

31-Estruturação de cantina e refeitório;

32-Locação de espaços para eventos a terceiros somente com disponibilidade;

33-Ação total área de esportes com torneios como (truco, dama, xadrez, etc.), lazer, cultura; (excursões).

34-Espaço música nos eventos sistemas som, áudio, vídeo, iluminação próprios;

35-Oferecer outros atendimentos aos sócios, como instalação de sauna (já em contatos) etc.;

36-Exercer toda representação legal aos sócios em seus direitos e deveres, antecipando as ocorrências, com revisão geral das condições atuais oferecendo contestações a favor de direitos e deveres e méritos de conquistas da classe, com setor jurídico ativo atual e preventivo.

COMPOSIÇÃO DA CHAPA “U N I Ã O D E T O D O S”

Presidente: Reginaldo Garisto - SMELT

Vice Presidente: José Onofre Lourenço - SMELT

Suplente: José Mauricio Braga

Diretor Administrativo: Algacir Leodir Ferreira - GCM

Suplente: Lauzimar Geraldino Baldan - SMELT

Diretor Tesoureiro: José Luiz Almeida dos Santos - EDUCAÇÃO

Suplente: Luiz Carlos Novaes - Educação

Diretor de Comunicação: Maria Luiza Garcia Revejes - SEMAS

Suplente: Beatriz Pereira da Silva Moura - SMELT

Conselho Fiscal:

Ângelo Spinelli Filho:- MEIO AMBIENTE

Margarida Crispi Filipini:- APOSENTADA

Aristides Giacon:- APOSENTADO

Suplentes:

Jose Mario Genovez:- MEIO AMBIENTE

Valdenil Rosa Faria:- VIGIA MUNICIPAL

Gilberto Tadeu Grillo - SMELT

Delegado Federativo:

Joaquim Tessi: - MEIO AMBIENTE

Suplente:

Valter Antônio dos Santos: - SMELT

Delegado Confederativo:

Paulo Valente Campana: - MEIO AMBIENTE

Suplente:

Roque Valentin Baratela: - MEIO AMBIENTE

O QUE BUSCAMOS:

“Um SIMCAT (Sindicato dos Servidores Municipais) forte, representativo que debata e defenda as diferentes ideias, propostas, REINVIDICAÇÕES DA CLASSE mantendo a luta pelos direitos e deveres, melhores benefícios, salários e condições de trabalho, construção de unidade de ação da classe através de gestão transparente e participativa.”


Nossa opinião

Muito mais que uma simples eleição...

Nesta semana, teremos a eleição da nova diretoria do Simcat. O site Passando a Limpo abriu seu espaço para todas as chapas, gratuitamente, apresentarem suas propostas e nomes. Não defendemos bandeiras, nem temos como indicar esta ou aquela chapa como a preferida. Aliás, não é nosso papel. Temos apenas que apresentar todas as propostas para que os municipiários possam escolher o que for melhor para a categoria.

Num passado - até distante - já tive meus "arranca rabos" com o Roberto do Simcat. Ele pensou que eu me posicionava contra a sua diretoria, e isso foi esclarecido. Na realidade, houve uma confusão. Eu estava era cobrando um sindicato ainda mais forte.

Vejo os governos desrespeitando os trabalhadores, com acordos salariais que não atendem às necessidades. Com o PT foi difícil, com Macchione horrível e agora com Vinholi, uma certa negociação - mas que insiste em deixar de lado os aposentados, como se não valessem nada. Um desrespeito, que precisa ser corrigido.

Os aposentados municipiários precisam ter todos os direitos dos funcionários da ativa, pois carregaram o funcionalismo nas costas por décadas.

Sou a favor de negociações duras, com greves e carros de som. Clube é muito bom, mas do que adianta área de lazer se o trabalhador está com seu dinheiro contado?

Criou-se na cidade a máxima de que "pagando em dia, bom está". Quando a coisa aperta, comparam Catanduva com outras cidades, dizendo que o salário da cidade tal e tal é menor e está atrasado. Claro que não comparam com outros grandes municípios, onde os proventos são maiores e estão em dia.

Espero que cada municipiário assuma sua responsabilidade neste momento e utilize esta semana para refletir e conversar com os amigos de repartição. Não podem deixar passar esta oportunidade, que infelizmente ocorre a cada 5 anos, e participar ativamente das eleições do Simcat. Deve conhecer as lideranças, os componentes de cada chapa, seu histórico no funcionalismo, e escolher o melhor. Seja o da chapa 1, da 3 ou da 4.

Desejo boa sorte a todos os candidatos e que as eleições sejam limpas e tranquilas.

Afinal, todos estão no mesmo barco.

(Arthur Godoy Júnior)


Legislativo

"Mato e animais indesejáveis irritam munícipes", afirma Cidimar Porto

Parques, praças, canteiros de avenidas e terrenos públicos estão tomados pelo mato. Quem afirma é o vereador Cidimar Porto (PMDB), que solicitou, por meio de indicação, providências do Executivo.

Segundo o parlamentar, os munícipes estão irritados, uma vez que suas residências são constantemente invadidas por insetos, escorpiões, caramujos, aranhas, dentre outros animais indesejáveis.

"Além disso, esses matos escondem criadouros do mosquito Aedes aegypti, que tem feito muitas vítimas em nossa cidade", afirma.

Ainda de acordo com Porto, um exemplo de abandono é a área da Prefeitura localizada na rua Treze de Maio, entre as ruas Borborema e Taquaritinga.

"Após receber inúmeras reclamações de aparição de caramujos e risco de proliferação da dengue, estive no local e constatei a existência de mato alto. O lugar também se tornou depósito de entulho e lixo".

(Florence Manoel)


"Sigla partidária, para mim, não significa nada"

Vereador Amarildo Davoli - do PT - em discurso na tribuna da Câmara Municipal. Será que os petistas bateram palmas?


Ponto de vista

O caçador de recompensas

Arthur Godoy Júnior

Amigos leitores do site Passando a Limpo.

No último mês de outubro, um dos ex-assessores envolvidos naquela estranha história de oferta de pneus para empresário da cidade, com a desconfiança de que o material ofertado foi desviado de um depósito da prefeitura, decidiu me processar como pessoa física e o site como jurídica. Utilizando uma estratégia de precaução, fiquei sabendo praticamente horas depois da entrada da ação. Ele alega que teve sua imagem maculada, blá, blá, blá, juntando na petição inicial publicações do site e também do Facebook. Um detalhe: seu nome e imagem não foram veiculados. Mas ele acredita que na Justiça o "eu acho que" também vale e como o papel aceita tudo e parece que ele tinha tempo disponível - ao invés de estar exercendo a função na qual era pago pelo contribuinte - montou uma petição que deve fazer qualquer leigo chorar e protocolou no Fórum.

Apresenta como valor da ação míseros R$ 50 mil. Acreditando que estivesse mal orientado, tentei demovê-lo de continuar com esta história. Afinal, quando protagonizou episódio contra o coordenador de Direito da Fafica, este site foi o único espaço que lhe abriu as portas para as suas explicações, mesmo levando pau de tudo quanto é aluno da faculdade que ficaram ao lado do diretor. Às vezes erramos por acreditar que outras pessoas possam ter um bom senso e caráter - ou até mesmo inteligência - para o bem comum. Nas conversas que mantive por telefone, arvorou-se num discurso pueril de "quero limpar o nome que vocês sujaram".

Em primeiro lugar, eu não sujei nome algum. Pelo menos por dois motivos: não o citei e não fiquei pela cidade oferecendo pneus enquanto deveria estar trabalhando em prol da comunidade. Se estivesse em sua sala, cuidando de seus afazeres, não estaria tendo que explicar na polícia a história nebulosa de um suposto peculato. Detalhe: titular de cargo de confiança, deveria se esmerar para que fizesse jus à confiança depositada. Um deslize dessa natureza, mancha não apenas "o seu nome", mas também de todo o governo.

No pedido inicial, além da bagatela de R$ 50 mil, o mais grave: pediu que o site Passando a Limpo fosse censurado. Sim, isso mesmo que você está lendo. Queria que a Justiça impedisse o site de publicar qualquer matéria sobre o assunto dos pneus. Apresentou um pedido de liminar tentando cercear o direito de informação da população e o meu direito de expressar minha opinião. Foi um Sarneyzinho, tentando bloquear a imprensa. Também pediu direito de resposta, o que é justo. Desde que houvesse realmente alguma imprecisão na matéria divulgada ou abuso. Já dá para imaginar o resultado desses pedidos, não? Jamais me neguei a publicar qualquer opinião ou direito de resposta. Mesmo daqueles que não gostam de mim ou de meu trabalho. Nunca recebi um pedido judicial desta natureza pois as pessoas sabem que tem livre acesso ao espaço do site.

Ele mesmo, se quisesse, poderia ter enviado uma carta explicando toda a situação, que seria publicada em espaço privilegiado. Como aconteceu quando - como aluno - enfrentou publicamente o coordenador de Direito da Fafica. Porém, para alguns, é mais fácil tentar conseguir uns trocados. Talvez, não tivesse o que se explicar e a emenda ficaria pior que o soneto. Assim, nas conversas em que tentei argumentar, ele "exigiu" que eu escrevesse e assinasse um editorial colocando-o acima do bem e do mal.

Amigos, ainda estou conseguindo assinar o meu nome sem precisar copiar do papel. Após 30 anos de jornalismo combativo, com vários processos movidos por gente muito mais importante e qualificada, não iria jamais escrever algo obrigado, assinando, e ainda mais sem saber direito o que se passa. Se eu erro, reconheço de pronto, e não tenho algum problema em pedir desculpas. Mas o que sei é que pneus estavam passeando para lá e para cá, sendo ofertados, que a Guarda foi procurada por um empresário que tentou ajudar a administração e o prefeito pediu para que a polícia apurasse. Esta é a verdade. A polícia apurou e nada encontrou - matéria publicada pelo Passando a Limpo. Agora, o Ministério Público quer saber um pouco mais desta história. Talvez, a suposta utilização de veículo oficial para esta oferta, e outros documentos encaminhados pelo Jurídico da prefeitura, tenham plantado alguma semente na Promotoria Pública. Não é porque a polícia terminou o inquérito que a ação penal não existirá. Se forem encontradas irregularidades, será o "taca-lhe pau".

Tentei evitar a continuidade do tal processo para não ter que gastar tempo e dinheiro. Terei que receber a visita de um oficial de Justiça em minha casa, possivelmente quando estiver jantando - e viajar em dia útil para Catanduva. Com o passar do tempo e da idade, costumamos dar valor aos nossos dias. Pelo visto, outros não pensam assim. Talvez pelo tempo ocioso que possuem. Se estivesse na cidade, e com tempo, iria pessoalmente investigar esta história a fundo e apresentar todos os detalhes dos pneus, datas, empresário, guardas, e motivações. Mas tenho algo mais importante a fazer.

Enfim, também o tal pessoa já não está mais na prefeitura. Pediu a exoneração que o prefeito Geraldo Vinholi deve ter assinado cantando La Tarantella. O rapaz também moveu uma ação judicial contra a jornalista Elaine Trevizan, também pedindo a censura da Nova TV, e o resultado foi o mesmo. No despacho negando a liminar, o juiz informa que os danos morais precisam preencher uma série de quesitos - que vão desde a manipulação de dados ao exagero.

Talvez, em alguma audiência vá apresentar alguns que jurarão que as publicações no Passando a Limpo arranharam profundamente a imagem do dito cujo, levando-o à tratamento psiquiátrico. Bem, eu posso levar algumas milhares de pessoas que jamais ouviram falar em seu nome, não o identificaram na matéria, ou outras centenas que alegam que ainda como estagiário se apresentava como advogado - fato este denunciado em plena tribuna da Câmara Municipal.

O novo Brasil criou a figura do "caçador de recompensas". São pessoas que buscam levar vantagens em ações judiciais de toda a espécie. Mas, para azar de nobres cidadãos, a Justiça brasileira não é cega e muito menos burra. É a história daquele que tem o aparelho doméstico com defeito e pede da empresa R$ 100 mil reais de danos morais. Podem até ganhar algo, mas condizente com o dano sofrido. Irresponsáveis, jogam qualquer valor - lá em cima - tentando pegar as migalhas aqui embaixo. Nunca ouviram falar a expressão "pede 50 que ele fecha em 10"?

Nunca movi um processo contra alguém. Sou homem, sei que estou na vida pública, e se estou na chuva é porque aceito o risco de me molhar. Se a oferta de pneu não estivesse cercada da desconfiança de que eram desviados do depósito municipal, a prefeitura não iria pedir a instauração de inquérito. Se os pneus fossem ofertados por pessoas fora da administração, seria algo absolutamente irrelevante. Mas estavam envolvidos funcionários de confiança, contratados e pagos pelo contribuinte, pneus, empresário, guardas municipais e um suposto peculato. O site Passando a Limpo fez a sua parte.

Para azar do tal ex-assessor, que possivelmente deve aparecer em alguma campanha pedindo votos tentando se transformar em vereador, no momento não disponho de R$ 50 mil para jogar pela janela, e tenho confiança e absoluta certeza que a Justiça irá analisar o caso com isenção e ver que estamos diante de mais um "caçador de recompensas".

E tendo em vista que recentemente troquei os pneus de meu Astra, colocando Michellin - (nota fiscal emitida por uma revendedora do bairro Ipiranga), não vou precisar de seus préstimos.

Caro vendedor de pneus. Se a gente tiver que se encontrar no Fórum, por favor, não tente me cumprimentar. A hipocrisia tem limites e ultimamente estou de saco cheio.

Um abraço a todos!


Justiça

Ministério Público quer novas investigações sobre o caso de suposto desvio de pneus; inquérito volta para a Polícia

A pedido do Ministério Público de Catanduva, a Justiça devolveu para a Polícia Civil o inquérito onde se apura suposto desvio de pneus que teria sido praticado por dois ex-assessores da prefeitura municipal. Os dois citados já estão fora da administração. A promotoria quer a juntada de novos documentos para poder analisar o caso com mais profundidade e decidir se irá denunciar os envolvidos. Mesmo não indiciados pela polícia, caso o Ministério Público entenda, poderá apresentar a denúncia e solicitar o início da ação penal. Caso condenados, por peculato, a pena pode chegar a 8 anos de prisão.

O caso teve início quando a Guarda Municipal foi procurada por um empresário alegando que os dois assessores estavam oferecendo pneus. Segundo informações obtidas, tais assessores (que eram de confiança) estariam utilizando carro oficial para a oferta e posterior entrega de pneus. Com a denúncia, a guarda realizou diligências, encaminhando o apurado ao prefeito Geraldo Vinholi, que enviou a denúncia para a instauração de inquérito policial.

O vereador Wilson Paraná (PT), informou o caso na tribuna. Em seguida, um dos assessores pediu para ser desligado. Posteriormente, o segundo assessor, também pediu para sair da administração.

O prefeito Geraldo Vinholi não se opôs aos pedidos. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial.

Eles sempre negaram a denúncia, informando que tinham notas fiscais dos pneus.

Posteriormente, a polícia informou através de relatório não ter encontrado - com as provas inicialmente apresentadas - indícios de conduta ilícita. Porém, novos documentos foram encaminhados e com estas novas evidências a Promotoria não pediu o arquivamento do caso. Caso o promotor entenda que o crime realmente ocorreu, irá arrolar documentos, testemunhas e apresentar a denúncia.

Se os dois envolvidos forem inocentes, a cidade de Catanduva deve saber e alguém terá que se explicar como surgiu a tal denúncia, os pneus e por qual motivo isso virou assunto.

Se forem culpados, devem ser processados, condenados e irem para a cadeia.

Pois é lá que é lugar de ladrão.

O que podemos dizer é que enquanto vocês, amigos leitores, estavam trabalhando, outros ofereciam pneus pela cidade.

Tudo muito normal.

Esta é a opinião do site Passando a Limpo


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

- Arlindo, minha sogra pegou dengue. O que faço?

- Só comece a festejar se virar hemorrágica..

PARA ACESSAR A PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI OU NO LINK ACIMA -


http://twitter.com/arthurgodoyjr



Tempo e temperatura


- Tem muito pernilongo pagando o pato do aedes...

- É o preço da fama...



Paulinho Bauab

Paulinho Bauab, na Igreja Matriz, em evento da Secretaria da Educação. Ao seu lado, a então secretária Ana Maria Homem Marino.


Para avaliar o que leu no site Passando a Limpo e o nosso trabalho e linha editorial, clique no banner acima.


Google


JORNAIS


PODERES


ENTRE EM CONTATO

99119-2715

(017)

- Não precisa discar código de operadora. É direto!

ou...

(011) - 99118-5007

(011) - 2725-1346

E-mail: arthur007@uol.com.br


Conectados

Onde estão os nossos leitores...

No Brasil

Potirendaba, Palmares Paulista; Novais; Elisiário; Tabapuã; Novo Horizonte; Carapicuiba; São Pedro; Ribeirão Preto ; São Paulo ; Catanduva ; São Jose Do Rio Preto; Campinas ; Araraquara ; Bariri ; São Carlos; Brasilia ; Rio de Janeiro; Marilia ; Sorocaba; Aracaju ; Presidente Prudente; Araçatuba ; Lins ; Paulínia; Osasco ; Fernandópolis; Porto Alegre ; São Jose Dos Campos; Uberlandia ; Barretos ; Franca ; Braganca Paulista; Santo Andre ; Americana ; Piracicaba ; Bauru ; Recife ; Tres Lagoas; Guarulhos ; São Vicente; Belo Horizonte; Assis ; Santos ; Hortolândia; Pindamonhangaba; Apucarana ; Jundiai ; Cuiaba ; São Caetano Do Sul; Nova Odessa ; Leme ; Indaiatuba; Navegantes; Pelotas ; Curitiba ; Salvador ; Goiania ; Rio Claro; Florianópolis; Barueri ; Manaus ; Taubate ; Limeira ; Itajuba ; Adamantina; Fortaleza ; João Pessoa; Presidente Epitácio; Santa Maria ; Cornelio Procópio; Blumenau ; Mogi-Guacu ; São Leopoldo; Londrina ; Bélem ; São Luis; Lorena ; Cascavel; Campo Grande; Suzano ; Botucatu ; São Sebastião; São João Da Boa Vista; Natal ; Ourinhos; Vitoria ; Porto Velho; Laranjal Paulista; Nova Iguacu ; Macapa ; Porto Ferreira; Caxias Do Sul; Chapeco ; Maceió ; Pocos de Caldas; Novo Hamburgo; Vila Velha ; Joinville ; Niteroi ; Dracena ; Cubatão ; Petrópolis; Uberaba ; Criciuma ; Teresina ; Canoas ; Conquista; Palmas ; Iperó ; Vitória Da Conquista; Imperatriz ; Vicosa ; Sete Lagoas; Porto Real ; Juatuba ; Itarare ; Jaguarari ; Santa Rosa; Caçador ; Ponta Grossa; Tupã ; Araguaina; Macaé ; Alfenas ; São Bernardo Do Campo; Eunapolis ; Passo Fundo; Cafelândia ; Flores Da Cunha; Cabo Frio ; Sobral ; Rio Verde; Mocóca ; Parobe; Itaperuna ; Barra Mansa; Campos ; Ribeirão Pires; São Jose Do Rio Preto; Lençóis ; Caetite ; Ijui ; Braço Do Norte; Mossoró ; Juazeiro Do Norte; Campina Grande ; Simões Fiho ; Floresta ; Teófilo Otoni; Três Corações; Teresópolis ; Paulista ; Dourados; Santana Do Livramento; Itaguai ; Itapetininga; Araxa ; Lajeado ; Cataguases; Cotia ; Avare.

Ao redor do planeta

United States ; Canada ; United Kingdom ; Panama; Argentina ; Portugal ; Italy ; Spain; France; Nigeria; Japan ; Angola; Germany; Chile ; Switzerland ; Ireland ; Turkey ; Guatemala ; Ecuador ; Russia ; Mozambique; Netherlands ; Sweden ; New Zealand; Czech Republic; Bolivia ; Colombia ; South Korea; Estonia ; Mexico ; Norway ; Paraguay ; Dominican Republic.

Fonte: Google


Sua cidade não está na lista? Mande-nos um e-mail para que possamos atualizá-la.


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (17) 9119-2715. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


Site Meter


Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Júnior (MTB 26.822) Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (17) 99119-2715, (0xx11) 2725-1346 e (0xx11) 99118-5007. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.